EDUCAÇÃO / TECNOLOGIA / UTILIDADE PÚBLICA

Dicas para abrir empresa, planejar e legalizar um negócio passo a passo

Indústria, Comércio ou Serviços? Qual o ramo de atividade, o mercado consumidor, concorrência e outros aspectos relacionados à atividade empresarial.

Muitas empresas fecham suas portas já nos primeiros anos de vida, pior ainda é quando não chega se quer completar um aniversário. Quais os motivos que leva uma empresa ao fracasso? Muitos empresários e ex-empresários sabem muito bem a resposta a esta pergunta, contudo, aqueles que estão planejando abrir seu primeiro negócio talvez precise de alguma ajuda no sentido de orientação.

Abaixo um resumo de um manual que o Jornal do Senado publicou sobre os passos para se abrir uma empresa:

Passo 1

Sou mesmo um empreendedor?

Veja se você...
- Tem iniciativa
- Busca novas oportunidades
- Corre riscos, desde que calculados
- Exige qualidade e eficiência
- É persistente
- É comprometido com suas iniciativas
- Busca informações
- Estabelece metas
- É capaz de planejar e monitorar sistematicamente o seu negócio
- Tem poder de persuasão
- É capaz de formar rede de contatos
- É independente e autoconfiante
- Conta com o apoio da sua família

Fonte: Sebrae (www.sebrae.com.br/br/parasuaempresa/definaseunegocio.asp)

Passo 2

Quero atuar em qual ramo e setor?

Veja os grandes ramos de atividade:

Indústria

Transforma matérias-primas, manualmente ou com auxílio de máquinas e ferramentas, fabricando mercadorias. Abrange diversos setores de atividade, desde o artesanato até a produção de instrumentos eletrônicos, passando por gráficas, calçados, vestuários, móveis, couros, serralheria/metalurgia e mecânica etc.

Comércio

Vende mercadorias diretamente ao consumidor – varejista – ou compra do produtor para vender ao varejista – atacadista. São exemplos de setores do ramo: veículos, tecidos, combustíveis, ferragens, roupas, alimentos, laticínios, armarinho.

Serviços

Oferecem o próprio trabalho ao consumidor. É o caso das lavanderias, hospitais, escolas etc. O serviço pode ser prestado nos setores de alimentação, transporte, turismo, saúde, educação e lazer, entre outros.

Como ter uma idéia de negócio?

Um bom começo pode ser uma visita às idéias do Sebrae (www.sebrae.com.br/br/parasuaempresa/ideiasdenegocios.asp).

Passo 3

Qual o tipo de negócio que desejo abrir?

Franquia

Franquia é o sistema pelo qual o franqueador cede ao franqueado os direitos de uso da sua marca ou patente e a distribuição exclusiva ou semi-exclusiva dos produtos ou ser-viços registrados por ele. É comum o franqueador ceder também a tecnologia de implantação e de ad-ministração de negócio, mediante pagamento.

Empresa familiar

Por envolver toda a família, ao mesmo tempo em que é beneficiada pela união e lealdade, pode ser contaminada pelas relações familiares. Exige conhecimento de ferramentas de gestão, planejamento e monitoramento.

Escritório em casa

As maiores oportunidades estão nos seguintes setores: contabilidade, cosméticos, alimentos, confecções, publicidade, computação gráfica e consultorias em geral.

Comércio eletrônico

Para o Sebrae, a maior vantagem dos negócios pela internet é que as empresas não precisam ser gigantes para competir porque pode-se vender para clientes de qualquer lugar, 24 horas por dia, com custos reduzidos.

Mas essa atividade tem uma lógica própria e exige conhecimento especializado. É necessário ter uma estrutura empresarial e cuidar especialmente da logística, que é a ciência de fazer chegar o produto certo, na quantidade, lugar e tempo certos, com o mínimo custo.

Empresa individual

Nesse tipo de empresa, a independência é total e os riscos, mais altos, embora os custos possam ser bem menores. Mesmo pequena, nenhum item do planejamento deve faltar.

Sociedade

Aqui, além de planejar, é preciso estabelecer regras claras. O contrato social deve ser redigido com cuidado para evitar desgastes futuros. É recomendável procurar um advogado na hora de formalizar a empresa.

Mercado

Após ter em mente o que seguir para se abrir uma empresa lembre-se que todo negócio seja pequeno ou grande necessita de planejar, um bom planejamento é que te levará ao sucesso, seguir algumas exigencias de planejamento só te beneficiará, conhecer e pesquisar é um bom começo, como por exemplo:

O ramo de atividade – Pesquise tudo o que puder sobre o ramo em que pretende atuar. O Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e o Ministério do Desenvolvimento da Indústria e do Comércio têm dados sobre diversos setores.

O mercado consumidor – O cliente é o alvo dos produtos e/ou serviços e deverá sentir-se plenamente atendido, ao planejar a empresa, esclareça quem serão os clientes e o que eles esperam. Preocupe-se com a diferença que o produto e/ou serviço irá fazer para esses futuros clientes.

O mercado fornecedor – Considere: distância física, custo de frete, referências, qualidade, capacidade de fornecimento, preço, prazo, forma de pagamento e de entrega. Defina os melhores fornecedores e, se possível, planeje se relacionar com mais de um fornecedor por produto.

Os concorrentes –  Preste atenção em: qualidade, preço, acabamento, durabilidade, funcionalidade, embalagem, tamanho, atendimento, acesso e apresentação do produto ou serviço, e verifique o que pode ser melhorado.

Definir algumas questões também entramno planejamento para se abrir uma empresa:

  • O seu produto ou serviço em detalhes – Como será usado, qual a embalagem, tamanhos oferecidos, cores, sabores, etc.
  • A localização de sua empresa – Baseie sua análise em dados concretos, como o fluxo de pedestres e veículos, os hábitos de compra dos futuros clientes, etc. O ponto certo vai depender de algumas variáveis como, por exemplo, facilidade de acesso, estacionamento, visibilidade, público-alvo, concorrência, segurança e custos.
  • O processo operacional – Quais as fases de fabricação/venda/prestação de serviços? Quem fará o que, com que material, com que equipamento e quando? Quem tem conhecimento e experiência no ramo: você? Um futuro sócio? Ou um profissional contratado?
  • O volume de produção, vendas ou serviços – Considere a necessidade dos consumidores; a oferta de pessoal treinado para produzir/vender o produto ou prestar o serviço; a capacidade de máquinas, instalações, etc.; os recursos financeiros; a disponibilidade de matéria-prima, embalagens, etc.
  • A necessidade de pessoal – Identifique o número de pessoas necessárias e que qualificação deverão ter.
  • Como divulgar seu produto/serviço – Na dúvida, recorra a uma empresa ou profissional especializado para diminuir o risco de perda de recursos.

Estimar gastos e preços é um dos passos primordial para se abrir uma empresa

É hora de fazer a análise financeira. Calcule:

  • Investimentos fixos – Qual o capital necessário para a implantação (aquisição do ponto, máquinas, equipamentos, móveis e utensílios etc.)?
  • Custos fixos – Aluguel; contador; salários, água, luz, telefone, impostos, seguros etc. São as despesas que, vendendo ou não, você terá que pagar.
  • Custos variáveis – Variam diretamente com a quantidade de vendas, como a matéria-prima, por exemplo. Verifique também os impostos que incidem diretamente sobre a venda.
  • Capital de giro – Você precisa ter dinheiro em caixa para pagar fornecedores, aluguel, empregados etc. até que a empresa comece a faturar. Vendas à vista, prazos maiores para pagar fornecedores e estoques menores diminuem a necessidade de capital de giro.
  • Custo do produto – Somando todos os custos e dividindo esse valor pela quantidade de produtos produzidos ou vendidos ou pelo número de serviços prestados, você terá o custo unitário.
  • Preço de venda = Custo do produto + custo de comercialização + margem de lucro. Muitas empresas não apuram seus custos de maneira precisa, o que mascara o lucro, causando problemas.
  • Faturamento – Multiplique o total das vendas previsto pelo preço unitário.
  • Lucro operacional = Faturamento – total dos custos.
  • Fundo de reserva – Tenha uma reserva para evitar que a empresa venha a naufragar em razão de imprevistos que nada tenham a ver com sua viabilidade.
  • Pró-labore – Calcule quanto poderá retirar por mês sem prejudicar a empresa.

E por fim a etapa mais importante e também a mais dificil, legalizar é o ultimo passo e o mais importante, pois se sua impresa não for registrada é o mesmo que se ela não existisse, e então estaria movimentando um negocio ilegal.

Processo legal

Alguns passos para registrar sua empresa

1. Assessoria – Contrate um profissional especializado para redigir o contrato social e assessorá-lo no enquadramento jurídico da empresa. Veja como registrar empresas comerciais e industriais.

2. Consulta prévia de local – Verifique na administração regional ou prefeitura se a empresa pode funcionar no endereço pretendido.

3. Nome – Não pode haver duas empresas com nomes idênticos, no mesmo setor e estado. Veja na junta comercial ou no cartório de registro de pessoas jurídicas se pode usar o nome que deseja.

4. Registro na Junta Comercial – É feito após a aprovação de nome e endereço.

5. Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ, antigo CGC) – Consulte o site da Secretaria da Receita Federal (www.receita.fazenda.gov.br) para ver como obter o CNPJ.

6. Alvará do Corpo de Bombeiros – As prefeituras costumam exigir inspeção e vistoria pelo Corpo de Bombeiros, que emitirá licença.

7. Alvará da prefeitura – Em geral concedido pela Secretaria de Desenvolvimento Urbano.

8. Inscrição estadual – É preciso apresentar Certidão Negativa de Débito, do titular ou dos sócios, para com a Fazenda Pública Estadual.

9. Inscrição na Previdência Social/Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) – A matrícula é feita simultaneamente à inscrição da empresa no CNPJ ou direto no INSS.

10. Autorização para impressão de documentos fiscais – Solicitada à agência da receita estadual.

11. Inscrição no sindicato patronal – Procure a federação das indústrias ou do comércio do seu estado.

12. Outros – Conforme atividade e local da empresa, serão necessários outros registros e inspeções, como da Vigilância Sanitária e das secretarias de Saúde e de Meio Ambiente.

Principal Fonte: http://www.senado.gov.br/noticias/jornal/cidadania/Aberturadenegocio/Abertura.htm

 

Veja também

Comentários

© 2008-2017 | LUIS.BLOG.BR | Política de Privacidade | Em Jesus Cristo eu confio