EDUCAÇÃO / TECNOLOGIA / UTILIDADE PÚBLICA

História da indústria no Brasil. Industrialização Brasileira

História da indústria brasileira como o período da proibição, da implantação, o período da Revolução Industrial e o período da internacionalização. Industrialização no Brasil.

Fator de principal importância no crescimento do país a industrialização desenvolveu um importante papel no desenvolvimento econômico brasileiro desde o inicio das primeiras atividades até os dias de hoje, no entanto, para que a indústria brasileira alcançasse o que ela é hoje muitas coisas aconteceram, muitas barreiras foram eliminadas e grandes e vitórias alcançadas. A história da indústria no Brasil mostra o período de proibição de 1500 a 1808, um longo período de implantação, que se estendeu de 1808 a 1930, o período da Revolução Industrial que foi de 1930 a 1956 e finalmente o período de internacionalização que ocorre após o ano de 1956.

Veja abaixo os períodos da história da indústria no Brasil.

Período da Proibição (1500-1808)

Esse período foi assim classificado devido as grandes imposições ás ações das indústrias no país, em que o governo da época permitia uma única e pequena indústria alegando que essa imposição era por contas da curta distância existente entre a metrópole e a colônia, então com alguns anos passados algumas indústrias foram crescendo e se firmando até que foram liberadas para atuarem.

Período da Implantação (1808-1930)

O Período da Implantação foi dividido em duas fases, em que a primeira fase se estendeu entre o ano de 1808 a 1850, época que D. João VI anulou o alvará e implementou portos para o comércio exterior acrescido de taxas que eram cobradas pelos produtos. Devido as importações de outros países com produtos de baixo custo, nesta fase deste período o Brasil obteve um baixo crescimento e desenvolvimento industrial. Já a Segunda fase se estendeu durante os anos de 1850 a 1930, fase marcada pela vigoração da Lei Eusébio de Queirós em que proibia o tráfico intercontinental de escravos atitude que resultou em ótimos acontecimentos em relação á indústria brasileira, sendo:

  • O valor que era utilizado para aplicação na compra de escravos se destinaram ao setor industrial.
  • A cafeicultura, que se viu sem obra mão de obra escrava necessitava de trabalhadores para suprir a demanda no comércio o que levou ao aumento da imigração, trazendo com eles inovações para produção e ainda o primeiro trabalho assalariado no país.

Período da Revolução Industrial (1930-1956)

O período da revolução industrial é considerado até os dias de hoje como o período de grande importância para a industrialização do Brasil, em que Getúlio Vargas conseguir extinguir as oligarquias que ameaçavam a indústria brasileira e com isso reestruturou uma política em que os trabalhadores em situação de imigração eram substituídos por trabalhadores nacionais, o que impulsionou a industrialização Brasileira. Outros acontecimentos que colaboraram para o desenvolvimento na indústria brasileira após o ano de 1930 foram:

  • o grande êxodo rural, devido a crise do café, com o aumento da população urbana que foi constituir um mercado consumidor.
  • a redução das importações em função da crise mundial e da 2ª Guerra Mundial, que favoreceu o desenvolvimento industrial, livre de concorrência estrangeira.

Período da Internacionalização (após o ano de 1956)

Esse período iniciou-se com grandes turbulências na indústria brasileira em que por conta do fim da 2ª Guerra Mundial problemas resultantes se refletiram no desenvolvimento criando muitos obstáculos para a indústria, sendo:

  • falta de energia elétrica;
  • baixa produção de petróleo;
  • rede de transporte e comunicação deficientes.

Grandes e diversas ações foram realizadas para que o país conseguisse superar esses problemas, no governo de Kubitschek ele realizou uma mudando direcionada aos setores de energia e de transporte, também contribuiu para o aumento de produção do petróleo e criou o setor rodoviário, atitudes essa que contribuíram para elevar o desenvolvimento industrial que se encontrava abalado. Esse aumento obtido no desenvolvimento da indústria no país refletiu positivamente em alguns setores muito importantes, sendo:

  • siderúrgico e metalúrgico (automóveis);
  • químico e farmacêutico;
  • construção naval, implantado no Rio de Janeiro em 1958 com a criação do Grupo Executivo da Indústria de Construção Naval (GEICON).

Foi na década de 60 que se iniciou com mais abrangência a internacionalização da economia no Brasil, várias contraposições de governos influenciou na decaída do desenvolvimento industrial e somente após o ano de 1964 que começaram a surgir faíscas para retomada do poder econômico e industrial, vários e novos produtos começaram a serem produzidos elevando ainda mais esse crescimento, no entanto, para que o desenvolvimento industrial fosse conservado necessitavam de financiamentos de consumo por meio das classes média alta.

Em 1994 foi implantado o Plano Real e após essa implantação várias mudanças favoráveis ocorreram na indústria do país incluindo a permanência das regras que administravam a economia do país durante o governo de Fernando H. Cardoso, como também assim prossegui o Lula, decisão essa que conseguiu estabelecer o desenvolvimento da indústria no Brasil.

Referência: http://pt.wikipedia.org/wiki/Hist%C3%B3ria_da_industrializa%C3%A7%C3%A3o_no_Brasil



 

Veja também

Comentários

BOM O TEXTO!Em 1994 foi implantado o Plano Real e após essa implantação várias mudanças favoráveis ocorreram na indústria do país incluindo a permanência das regras que administravam a economia do país durante o governo de Fernando H. Cardoso, como também assim prossegui o Lula, decisão essa que conseguiu estabelecer o desenvolvimento da indústria no Brasil. Marianna // Sorocaba-SP
© 2008-2017 | LUIS.BLOG.BR | Política de Privacidade | Em Jesus Cristo eu confio