EDUCAÇÃO / TECNOLOGIA / UTILIDADE PÚBLICA

Levantamento e análise de requisitos funcionais e não-funcionais

O que são requisitos no processo de análise de sistemas? Veja as diferenças entre funcionais e não funcionais e as técnicas que podem ser usadas para obtenção de requisitos.

Como o próprio nome sugere, requisito é algo necessário como fundamento ou matéria prima para o desenvolvimento de alguma coisa. Em sistemas de informação, os requisitos são os primeiros a aparecer logo no início do processo de análise do sistema. Eles constituem a matéria prima que o analista ira usar para propor o sistema, documentá-lo e finalmente levá-lo ao desenvolvimento e uso.

A etapa de levantamento de requisitos é composta por diversas técnicas que visam obter do cliente as informações necessárias para desenvolver o projeto do sistema de informação. Essas técnicas podem ser:

  • Entrevistas não estruturadas: Informal ou sem agenda pré-definida;
  • Entrevistas estruturadas: Com uma agenda pré-definida;
  • Observação do comportamento: Observar os usuários em seu ambiente de trabalho;
  • Aprendizagem com o usuário: Analisa e discute com o usuário a maneira como é feito o trabalho;
  • Prototipagem: Desenvolvimento de um modelo que simulará o sistema real;
  • Brainstorming: Reunião com várias pessoas onde todos discutem um tema central;
  • Análise de textos: O usuário descreve as necessidades textualmente. (técnica muito usada atualmente);
  • Reutilização de requisitos: Reaproveitamento de padrões ou requisitos de outros sistemas. 

Classificação dos requisitos

Os requisitos podem ser classificados de várias formas a a finalidade desta classificação é melhor compreender a relação entre objetos, tarefas e as próprias funções do sistema. Uma forma bastante aceitável entre analista é que a classificação seja entre requisitos funcionais e não-funcionais.

Requisitos funcionais

Os requisitos funcionais são aqueles que fazem parte do sistema, como um relatório específico, um campo a mais em um cadastro, etc. Eles normalmente têm a finalidade de agregar valor ao usuário ou facilitar o trabalho que ele desenvolve. Requisitos funcionais serão implementados no próprio sistema e da junção desses requisitos o corpo do sistema será montado.

Requisitos não-funcionais

Requisitos não-funcionais são aqueles relacionados ao ambiente onde o sistema está inserido. Um servidor mais robusto, um firewall, ou um usuário especializado em determinado procedimento pode ser visto como requisitos não-funcionais.  Eles não devem ser ignorados por não fazerem parte diretamente do sistemas, mas devem ser considerados por compor o ambiente onde o software irá rodar. 

Os requisitos podem ser classificados também pelo seu tipo: 

  • Requisitos operacionais;
  • Requisitos de segurança;
  • Requisitos de desempenho;
  • Especificações de Hardware e software.
  • Entre outros.

A análise e refinamento dos requisitos é uma etapa importantíssima do processo de documentação e projeto.

 

Veja também

Comentários

muito bom comentario, esclareceu varias duvidas. obrigado marcelo brandao // sao goncalo
Gostei desta explicação sobre a diferença de hardware de software,bem simples e fácil e entender. Então o que pude entender é hardware são as peças de um computador e software, é a parte lógica, os programas. mileni // Pelotas
Muito bom o conteúdo sobre levantamento de requisitos, principalmente pela objetividade e simplicidade textual. Foi muito útil nos meus estudos sobre este tema na disciplina de Engenharia de Softwares. Parabéns ao autor! Nivaldo Dourado // Salvador - BA
Bom, sem muita reddancia ms explica direitinho do jeito como eu gosto de um texto.Parabens elimary picanco // parintins
© 2008-2017 | LUIS.BLOG.BR | Política de Privacidade | Em Jesus Cristo eu confio