Qual a importância da educação a distância – EAD para o Brasil?

Qualificação para o trabalho, Exercício da cidadania, atendimento a localidades remotas e sem a presença de faculdades presenciais, desenvolvimento da autonomia, entre outras vantagens.

A educação a distância é uma realidade no Brasil, começou de forma modesta, sofrendo muitas críticas e sendo alvo de preconceitos, mas vem ganhando espaço e respeito e poderá ser um dos pilares do desenvolvimento da educação no país para os próximos anos.

Eu acredito na EAD e abaixo relacionarei alguns pontos que considero importantes na educação a distância.

Qualificação para o trabalho

A principal função de um curso superior, ainda que em última instância, é preparar a pessoa para o mercado de trabalho. O Brasil é tido como um país de pouca mão de obra qualificada, isto se justifica pelo baixo índice de educação no país. A Educação a distância não resolverá isso, mas certamente irá contribuir para melhorar esta qualificação.

Exercício da cidadania

Outro ponto importante que precisamos considerar é o exercício da cidadania. Em tese a prática da cidadania deveria começar em casa, mas ninguém pode ensinar aquilo que não sabe, que não viveu ou que não perceba significado. Como o perfil dos alunos da EAD são geralmente pessoas mais adultas, pais ou até avós, é de se esperar que uma faculdade venha a conscientizar sobre a importância do exercício dos seus direitos e principalmente dos seus deveres como o país e com a sociedade. É também de se esperar que isto seja repassado para os filhos ou pessoas a sua volta.

Localidades remotas

Jovens são públicos de faculdades presenciais

Muitas cidades e até regiões do país sofre com a ausência de faculdades e cursos presenciais. Como a educação a distância não tem fronteiras, essas regiões podem ser muito beneficiadas com a oferta de cursos, traduzindo em oportunidades para jovens e adultos. Eu moro no interior de São Paulo na região de Campinas. A cidade que moro com aproximadamente 300 mil habitantes tem sete faculdades ou universidades presenciais, sendo duas públicas e uma oitava também pública já foi anunciada. Sei que este não é o cenário da maioria das demais regiões do país.

Público adulto

Não tenho dados oficiais, mas há relatos e também por vias de observação que a maioria das pessoas que fazem faculdade a distância são pessoas mais adultas, que talvez por já estarem trabalhando ou serem chefes de famílias não tem tempo de freqüentar uma faculdade presencial. Este é um dado extremamente importante, porque são pessoas que talvez nunca fariam uma faculdade de não fosse pela modalidade a distância.

Desenvolvimento da autonomia

Um curso a distância como os que ocorre nos cursos superiores exigem do aluno o exercício da autonomia. A autonomia é algo que todos nós temos algum nível de autonomia, porém, muitas pessoas não a exercem por medo, insegurança ou outros fatores. Pessoas muito dependentes terão problemas no trabalho, no relacionamento com outras pessoas e na vida como um todo. A EAD é uma ótima oportunidade para as pessoas construírem sem próprio conhecimento.

Inclusão da família no contexto da educação

Educação no texto da família

Por fim concluo que os benefícios da educação a distância se estendem a toda a família. Uma coisa é ter os filhos estudando outra coisa é ter os pais estudando. Se isto for usado com inteligência poderá ajudar muito os filhos com seus estudos, pois além ser um exemplo é também uma oportunidade de falar a mesma língua, discutir assuntos pertinentes aos cursos e a educação, ajuda-se mutuamente e por fim criar um contexto onde pais e filhos estudam, provocando uma sensível mudança no modelo de família que tradicionalmente víamos no Brasil.




Veja também:





// Comentários

Nenhum comentário



 

2007-2012   //   Blog do Luis   //   Política de Privacidade   //   Eu creio em Deus