EDUCAÇÃO / TECNOLOGIA / UTILIDADE PÚBLICA

Tipos de investimentos, fundos e aplicações financeiras

Veja neste artigo os principais tipos de investimentos disponíveis no Brasil. Conheça as aplicações financeiras destinadas a pessoas físicas e jurídicas para todos os perfis.

Investimentos financeiros devem ser usados para guardar dinheiro e realizar poupança a longo prazo. Muitos investem pensando na aposentadoria ou em caso de necessidades futuras, como a educação dos filhos, compra de um imóvel, etc. Existem várias opções de investimentos e aplicações financeiras no Brasil e eles são classificados subjetivamente como moderados, conservadores ou agressivos. Tudo vai depender do seu apetite e sua disposição em correr mais ou menos risco.

Veja abaixo as principais opções:

Imóveis

Investir no mercado imobiliário é uma opção bastante segura e considerada conservadora e costuma ser bastante rentável a longo prazo. O mercado de imóveis no Brasil vive um bom momento com lançamentos de muitos empreendimentos. Contudo é um investimento a longo prazo e deve-se tomar bastante cuidado na compra, como análise detalhada de documentação e possíveis fatores negativos no entorno do imóvel.

Ações

Ações são pequenas partes de empresas de capital aberto. Muitas empresas abrem o capital, isto é, colocam ações para serem negociadas em bolsa de valores e quando você compra essas ações torna-se sócio da empresa na proporção das ações que comprou.

Para  investir em ações você deve procurar uma corretora de valores mobiliários ou um banco de investimento. É um investimento de algo risco, podendo gerar ganhos muito acima das demais opções, mas pode-se gerar inclusive prejuízos.

Ouro

O ouro é um investimento reconhecidamente como seguro e pode ser feito através dos bancos ou empresas credenciadas para compra e venda do metal. As barras de ouro compradas podem ficar com o comprador ou ele poderá contratar um serviço de custódia. Diariamente são informados os valores do grama do ouro para compra e venda.

Câmbio / dólar

Cambio ou a compra de moedas estrangeiras

Investir em câmbio significa comprar moedas estrangeiras, como o Dólar, Euro ou Libra, por exemplo. Na compra de uma moeda o investidor espera que esta tenha uma valorização em relação à moeda corrente, o Real, e assim vendê-la por um valor acima do valor de compra.

É um investimento arriscado e funciona melhor se for feito em situações pontuais. Como no Brasil o câmbio é flutuante, qualquer acontecimento no cenário mundial pode afetar o câmbio por aqui.

A cotação do dólar em especial, por ser a moeda mais forte pode ser encontrada no Brasil de três formas:

  • Comercial: é a cotação oficial usada nas operações comerciais e nas remessas de moeda de empresas com sede no exterior.
  • Turismo:  usado como referência para compra de moeda estrangeira para viagem, tanto em espécie quanto em travellers.
  • Paralelo: Não é reconhecido pelo mercado, mas é usado em operações do chamado mercado negro, geralmente pelos conhecidos "doleiros".

Poupança

A poupança é a aplicação financeira mais tradicional no Brasil e embora sua rentabilidade seja baixa é muito usada pela facilidade e também por não estar sujeito ao imposto de renda. O rendimento da poupança é de acordo com a taxa selic seguindo o modelo abaixo:

  • Selic igual ou menor que 8,5% - rendimento da poupança será 70% da selic + TR
  • Selic maior que 8,5% - rendimento da poupança será 0,5% + TR

Títulos do tesouro

Também conhecidos como títulos públicos, este tipo de investimento criado pelo governo federal com o intuito de financiar as atividades do governo, servindo como opção de investimento para quem compra. A venda de títulos públicos geralmente é feita por leilão ou diretamente no Tesouro Nacional.

Fundos de investimentos

Fundos de investimentos de renda fixa ou renda variável

Os fundos de investimentos são opções indicadas para a maioria das pessoas. São classificados de acordo com o tipo de investimento, normalmente são usados os termos conservador, moderado ou ousado para identificar o perfil do investidor e assim escolher o fundo mais adequado.

Um fundo usa o dinheiro dos investidores para aplicar em ativos de acordo com a proposta de cada um. Esses ativos podem ser:

  • Ações
  • Câmbio – Moedas estrangeiras
  • Imóveis
  • Ouro
  • Títulos do governo
  • Entre outros

Conclusão

Resumidamente você pode investir de duas formas: a primeira é via fundos de investimento, ou seja, em grupo e com risco menor. A segunda opção é investir diretamente no ativo que deseja maximizando a possibilidade de lucro, mas assumindo sozinho os riscos decorrentes daquele investimento. Por exemplo: Se você quiser investir em ações poderá fazer via fundo ou comprando diretamente nas corretas de valores. A escolha é sua.

 

Veja também

Comentários

© 2008-2017 | LUIS.BLOG.BR | Política de Privacidade | Em Jesus Cristo eu confio