Entidade: Atributos simples, compostos e multivalorados.

Modelagem de dados - Análise de Entidade: Atributos simples, compostos, determinante e multivalorado. Modelagem de dados.

Entidade é aquele objeto existente no mundo real, com uma identificação distinta e significado próprio. São as coisas que existem no negócio, ou ainda, que descrevem o negócio em si. Se algo existe e proporciona algum interesse em manter dados sobre ele, isto caracteriza como uma Entidade do negócio.

Desta forma, podemos dizer que uma entidade será uma tabela em nosso banco de dados. Na verdade quando identificamos todas as entidades, estaremos definindo quais serão as tabelas que teremos que criar em nosso banco de dados.

Fulano de Tal, CPF nº 111.111.111-22, é uma entidade, uma vez que só pode existir uma única pessoa com o mesmo nome e CPF.

Em um banco de dados de uma empresa, por exemplo, são entidades: Cliente, Funcionário, Departamento, fornecedor, etc. Cada entidade representa objetos com as mesmas características. Um banco de dados, portanto, compreende uma coleção de conjuntos de entidades do mesmo tipo.

A análise de entidade e seus atributos é parte de um estudo maior, o chamado Modelo de entidade e relacionamento, onde são analisados também os relacionamentos existente entre entidades.

Atributos

São propriedades (características) que identificam as entidades. Uma entidade é representada por um conjunto de atributos. Os atributos podem ser simples, composto, multivalorado ou determinante.

Nome, endereço, telefone e cidade, por exemplo, são atributos da entidade Clientes. Enquanto que salário, cargo e departamento são atributos da entidade funcionários.

Existem quatro tipos de atributos: simples, composto, multivalorado e determinante

Atributo Simples

Não possui qualquer característica especial. A maioria dos atributos serão simples. Quando um atributo não é composto, recebe um valor único como nome, por exemplo e não é um atributo chave, então ele será atributo simples.

A maioria dos atributos são considerados simples.

Atributo Composto

O seu conteúdo é formado por vários itens menores. Exemplo: Endereço. Seu conteúdo poderá ser dividido em vários outros atributos, como: Rua, Número, Complemento, Bairro, Cep e Cidade. Este tipo de atributo é chamado de atributo composto. Veremos mais de sua aplicação no post sobre normalização de dados.

É importante considerar que na aplicação do banco de dados um atributo composto geralmente é desmembrado, ou seja, para o caso do endereço, podemos desmembrá-lo em vários atributos simples, como: Rua, número, complemento, bairro, cidade e cep. Conceitualmente é aceito o endereço como um único atributo, mas na prática geralmente é feito este desmembramento para permitir a organização dos dados inseridos e facilitar a busca e indexação dos mesmos.

Atributo Multivalorado

O seu conteúdo é formado por mais de um valor.

Exemplo: Telefone. Uma pessoa poderá ter mais de um número de telefone. É indicado colocando-se um asterisco precedendo o nome do atributo. O atributo multivalorado serão tratados com mais detalhes na normalização de dados.

Este tipo de atributo é aceito conceitualmente, mas ele pode ser um problema no banco de dados. Há duas possibilidades para tratar com ele. A primeira é mantê-lo como multivalorado e permitir que mais de um dado seja inserido no mesmo campo, como por exemplo: dois números de telefone. A segunda alternativa é aplicar o processo de normalização de dados e transformá-lo em uma entidade a parte ou uma tabela no banco de dados e relacioná-la com a tabela principal.

A primeira alternativa é mais simples, mas teríamos o problema da consulta de dados, caso precisássemos fazer uma consulta pelo número de um dos telefones apenas. A segunda é mais trabalhosa, porém é mais eficaz.

Atributo Determinante

Identifica de forma única uma entidade, ou seja, não pode haver dados repetidos.

É indicado sublinhando-se o nome do atributo. Exemplo: CNPJ, CPF, Código do fornecedor, Número da matrícula, etc. Os atributos determinantes serão as chaves primárias no banco de dados e seu uso tem implicações na normalização de dados.

Devemos considerar que toda tabela no banco de dados precisa ter um atributo determinante, que também chamamos de chave primária. Desta forma, se a entidade não oferecer por padrão uma sugestão de atributo determinante, temos de criá-lo. Este é um princípio bastante básico da análise e modelagem de dados.

Outras considerações

A análise de atributos é parte importante da análise e modelagem de dados. A quantidade deles, tipo e outras informações a seu respeito geralmente permitirá a construção de um banco de dados com melhor performance.

Alguns alunos me perguntam: Quem define os atributos, o cliente ou o analista de sistema. A resposta é que deve ser um trabalho conjunto e levando em conta o bom senso. É preciso considerar que há muita subjetividade na análise de sistemas.

Planejar, pensar e perguntar. É melhor perder ou investir um pouco mais de tempo no planejamento do que fazer as famosas correções posteriormente.

Gostou? Compartilhe



 

Leia também:



© 2008-2018 | Professor Digital | Política de Privacidade | Em Jesus Cristo eu confio