Banco de dados Oracle, Mysql, Access e SQL Server – Diferenças

Definição dos principais bancos de dados. Características e diferenças entre os bancos Oracle, MySQL, MS-Access e SQL Server.

Home Tecnologia

Banco de dados é um programa de computador como qualquer outro. Windows, Excel, Word são exemplos de programas, assim como os bancos de dados.

Para que serve o Word? Editar textos! Imagino que você tenha respondido isso. E o Excel para que serve? Criar planilhas e gráficos! E um banco de dados para que serve então? Um banco de dados serve para organizar e guardar dados.

O banco de dados é parte integrante dos chamados Sistemas de Informação, onde os dados são coletados, processados, organizados e armazenados. A parte de coleta, tratamento e processamento dos dados é feito por programas específicos como: ERP, CRM, Web service, sites, etc. Porém, o armazenamento e organização desses dados são feitos em um banco de dados, podendo ser ele Oracle, SQL Server, MySQL ou outro.

Banco de dados relacional

Atualmente os bancos de dados são chamados de relacionais, pois suas estruturas são formadas por tabelas e relacionamento entre as tabelas. Tanto um banco robusto como o Oracle ou um desktop como o Access adota este mesmo padrão, tornando assim fácil e possível a integração de dados entre bancos.

Veremos os principais bancos de dados da atualidade:

Banco de dados Oracle

O Oracle é o principal banco de dados atualmente, sendo responsável pelo armazenamento de boa parte das informações das principais organizações ao redor do mundo. Sua participação no mercado de banco de dados é bastante acentuada, principalmente em grande empresas e em conjunto com sistemas de médio e grande porte. O Oracle é muito robusto e exige bastante hardware para um boa performance. Outro fator importante é o gerenciamento, onde são exigidos profissionais bastante capacitados para este fim.

Um ponto muito alto do banco de dados Oracle é a segurança, principalmente quando bem administrado. Segurança dos dados é um dos principais pontos a analisar no aspecto banco de dados e neste caso o Oracle tem a simpatia de muitas empresas e DBA’s.

Banco de dados SQL Server

O banco de dados SQL Server é basicamente o principal concorrente do Oracle e já esteve em situações piores da atual realidade. Tem como grande vantagem o fato de ser da Microsoft e se integrar nativamente com seus produtos e tecnologias, esse talvez seja o fator que o popularizou.

Atualmente o SQL Server conta também bom uma boa participação no mercado de web, fruto de um relacionamento mais estreito com as linguagens ASP e ASP.NET que lideram o mercado de médios e grandes projetos de internet.

Banco de dados MySQL

O MySQL é talvez o banco que mais evoluiu nos últimos tempos, passando de um banco frágil e pouco seguro a um banco no mínimo respeitável. Eu mesmo não gostava do MySQL e tinha motivos para isso, minha preferência era o SQL Server, não que ela tenha mudada, mas o MySQL conseguiu provar que é um banco seguro e bastante indicado para aplicações web.

Este blog, por exemplo, apesar de ter sido escrito em ASP.NET, usa banco de dados MySQL.

O banco de dados MySQL conta com uma importante vantagem competitiva que o fato de ser um software livre. Dentre os bancos de dados open source como o postgree, firebird e outros o Mysql tem se destacado, principalmente para uso na web.

Banco de dados MS Access

O Access é um banco de dados da Microsoft para uso em desktops e não em servidores. Essa é a principal diferença dele em relação os demais bancos SGBD como o Oracle, SQL Server e MySQL, por exemplo. Contudo, ele tem sido muito usado em pequenas e médias empresas para armazenamento de dados em pequenas quantidades.

Este banco foi um dos principais bancos em websites no final dos anos 90 e início deste século, hoje as pessoas tem substituído seu uso na web por outros bancos como o SQL Server ou o Mysql.

Outros banco de dados relacionais

  • DB2
  • Firebird
  • Interbase
  • Postgree
  • MariaDB
  • Entre outros

Perguntas e respostas sobre banco de dados:

Existe banco de dados gratuito?

Sim. Da lista acima o SQL Server e Oracle tem versões gratuitas, porém limitadas, já o MySQL é gratuito para desenvolvimento, mas pago para produção.

Qual o link para baixar estas versões gratuitas?

SQL Server:  https://www.microsoft.com/pt-br/sql-server/sql-server-downloads

Oracle: http://www.oracle.com/technetwork/pt/indexes/downloads/index.html

MySQL: http://www.mysql.com/

Mas o MySQL não é gratuito?

Imagine a seguinte situação. Você está desenvolvendo um site e quer usar o MySQL como banco, então você poderá usá-lo gratuitamente, porém, o host que irá hospedar seu site deverá ter a licença para uso.

O que é banco de dados relacional?

O modelo de dados onde as estruturas têm a forma de tabelas, compostas por linhas e colunas. Essas tabelas podem ser relacionadas entre si permitindo que se crie conexões entre elas e restrições para evitar quebra nos dados. É o modelo mais usado hoje.

Qual é o melhor banco de dados?

Qual é o melhor carro? Talvez você tenha respondido: aquele que melhor me atende. Com banco de dados é a mesma coisa. Usar certas características como o mais potente ou o mais seguro não faz de nenhum software melhor que outro. É preciso levar em conta o cenário, a infraestrutura, os recursos e sobretudo a necessidade.

Um bom exemplo é o caso do MySQL que como sabemos, se usar as características e fazermos comparações, ele não será considerado o melhor banco de dados, mas é certamente o mais usado na internet. Por que? Porque é o que melhor atende aos provedores de hospedagens e a boa parte dos desenvolvedores que criam sites mais básicos, sem a necessidade de grande infraestrutura.

Posso trocar de banco quando eu quiser?

Pode, mas não deve. Não? Por quê?

Quando se desenvolve uma aplicação qualquer é comum fazer a modelagem de dados e posteriormente definir qual SGDB usar, uma vez definido a aplicação é criada olhando para este SGDB. Depois de pronto, pensar em trocar, significa repensar muita coisa, reescrever códigos, rever alguns conceitos, migrar dados e o pior de todos: testes, muito testes.

Alguém pode estar dizendo que não é assim e que dependo como a aplicação é feita a migração é tranquila. Eu digo o seguinte: pode ser tudo, menos tranquila. Já fiz este tipo de coisa ao longo de algumas décadas de desenvolvimento e já trabalhei com muitas tecnologias e bancos diferentes e não vi nada de tranquilo em trocar banco de dados.

É possível e em alguns casos pode ser feito com menos sofrimento. Mas precisará de um bom planejamento para tudo sair bem.

Gostou? Compartilhe



 

Leia também:



© 2008-2018 | Professor Digital | Política de Privacidade | Em Jesus Cristo eu confio