Qual a diferença entre cursos técnicos e cursos livres

Você sabe qual a diferença entre cursos técnicos e cursos livres? Ambos são reconhecidos pelo MEC e conferem diplomas? servem como um complemento da carga horária de cursos de graduação? Veja as respostas aqui.

Home Educação

Cursos técnicos e cursos livres são nomenclaturas bastante usadas para designar diversos tipos de cursos. É bem possível que muitos não conheça as diferenças entre eles, já que muitas escolas oferecem as duas modalidades de curso e as vezes não fica claro o papel de cada um. Mas qual a diferença entre cursos técnicos e cursos livres? Veja abaixo um breve comparativo entre essas duas modalidades de cursos no Brasil.

Cursos técnicos versus cursos livre

Cursos técnicos

Cursos técnicos são regulamentados pelo MEC – Ministério da Educação, precisam cumprir uma determinada carga horária, estar dentro de um eixo temático e as instituições que desejarem oferecer cursos técnicos precisam solicitar autorização junto ao Ministério da Educação. Escolas como o Senac, Senai, Rede Federal de Educação Tecnológica, as ETECs do Centro Paula Souza em São Paulo, entre outras, são exemplos de escolas tradicionais que oferecem cursos técnicos.

As informações sobre os cursos técnicos que o MEC autoriza ou recomenda podem ser acessadas neste link no portal MEC. Muitos cursos tiveram seus nomes alterados e foi criado uma tabela de convergência para mostrar os nomes antigos e os novos nomes adotados.

Cursos livres

Diferente dos cursos técnicos, os cursos livres não têm uma regulamentação específica. Entende-se por curso livre aqueles que são ministrados em pequena carga horária e que tem por objetivo tratar de um assunto muito específico. Um curso de computação, idiomas, corte e costura, curso de flores artificiais, curso de bordado, entre outros exemplos. As escolas que oferecem cursos livres não estão sujeitas a autorização do MEC ou das secretarias estaduais de educação. Essas escolas são registradas como empresas comuns dentro do segmento de cursos. Os cursos livres as vezes são chamados também de profissionalizante.

Cursos técnicos e cursos livres

cursos técnicos versus cursos livres

Uma escola poderá ter em seu portifólio cursos técnicos e cursos livres. Um bom exemplo disso é o Senac que mantém cursos nas duas modalidades.

O mesmo exemplo se aplica aos temas, é possível ter um curso técnico de informática e um curso livre de informática. A diferença, como visto acima, é que o primeiro terá de obedecer aos critérios determinados pelo MEC, enquanto que o segundo não.

Diploma ou certificado de cursos técnicos e cursos livres

Outro ponto importante a observar é o diploma ou certificado. Existem algumas profissões que exigem uma qualificação técnica para serem exercidas, neste caso apenas o certificado de um curso técnico serviria. Os cursos livres não conferem títulos, isto é, os órgãos que regulamentam profissões não reconhecem os cursos livres como habilitação para tal.

Normalmente os cursos livres conferem apenas um certificado de participação no curso.

Idade mínima para se inscrever

Não existe uma idade mínima para se inscrever em um curso, a única necessidade é que o interessado tenha terminado o ensino fundamental, seguindo a regra do MEC para conseguir seu diploma é necessário ter completado o nível médio.

Posso fazer um curso técnico para substituir o ensino médio?

Não, mais o curso pode ser feito em uma unidade integrada, com isso o aluno desenvolverá novas técnicas e mais profissionabilidade e em menos tempo. Porém a opção é indicada á quem já tem os estudos do nível médio concluídos.

Formação técnica ou faculdade?

As duas opções são interessantes e válidas, cada uma deve ser realizada em seu devido tempo e com a devida necessidade, um aluno que realizou um curso técnico de uma determinada área e entrou na faculdade consegue um desempenho melhor nos estudos.

Curso a distância

O Governo Federal lançou um programa chamado E-TEC Brasil, que cuida exatamente do critério da realização de cursos á distância, também existe em São Paulo o Instituto Paula Souza que disponibiliza a opção de ursos á distância.

O MEC reconhece os certificados emitidos pelos cursos livres?

Não, eles não são reconhecidos pelo Ministério da Educação. Mas, o fato não se deve aos cursos serem desconsiderados ou mesmo por que não tem valor específico. Mas sim, por que o MEC não se responsabiliza por esses estilos de cursos, devido suas diretrizes. O próprio nome do curso já diz: são livres.

Podem até serem feitos por pessoas que não tenham concluído, nem mesmo, o ensino fundamental, são uma espécie de atualização e especialização em alguma área de interesse do indivíduo.

Por essa razão, não quer dizer que eles são inferiores aos demais estudos reconhecidos, eles servem como uma medida de comprovação de que você realmente estudou e se aprofundou naquele assunto, atualizando-se.

Onde posso encontrar um curso livre para me inscrever?

Em diversos locais. Muitas das vezes empresas especializadas no assunto trazem cursos livres às cidades periodicamente. Mas há outra opção: a internet! Ela está extremamente recheada de cursos livres em diversas áreas, muitos deles gratuitos, sendo preciso pagar apenas o certificado no fim do curso.

No entanto, para aqueles que optarem por fazer um curso livre online devem ter uma necessidade maior de serem responsáveis. Pois o curso dependerá apenas de você.

Devendo, assim, estabelecer sua própria rotina e se dedicar a ela, para que no fim seu certificado realmente tenha uma validade verídica, e você possa comprovar com seu trabalho os esforços aplicados nos seus estudos.

Os cursos livres servem como um complemento da carga horária de cursos de graduação? Para que mais eles servem?

Sim, eles servem como uma ótima opção para se utilizar em atividades complementares exigidas pela sua faculdade. Mas, eles não se limitam somente a isso, podem servir também para uma série de outras coisas.

Você pode fazer um curso livre com o objetivo de se atualizar no seu ramo, seja ele qual for, existem diversas possibilidades. Podendo também lhe tornar mais capacitado e profissionalizado para o mercado de trabalho.

Além do mais quem não gosta de ter um currículo bem recheado? Pois os cursos livres, muitos deles gratuitos, podem lhe oferecer isso. É uma ótima experiência.

E um curso técnico, serve para quê?

O objetivo do curso técnico seria te especializar para o Mercado de Trabalho. Ele tem uma característica bem específica, que é a de apresentar matérias mais voltadas para a execução do trabalho em si.

Eles são, ainda, um ótimo diferencial no seu currículo. Cursos técnicos são curtos e bem elaborados na prática, vale à pena fazer um.

O curso técnico é de que nível escolar?

O curso técnico é de nível médio. Você pode estudá-lo quando tiver ingressado no Ensino Médio, ou quando tiver terminado.

Ele não é uma Graduação de Nível Superior. Você pode fazer um curso técnico com o mesmo nome de um curso superior, mas as matérias trabalhadas nos dois serão o diferencial.

No curso técnico é concentrado no desenvolvimento das atividades futuras, enquanto no superior se visa o ensino generalizado da área escolhida.

Qual a duração do curso técnico e do livre?

Os cursos técnicos tem uma duração média de 1,5 a 2 anos. Dependendo da área escolhida e da instituição de ensino que está ministrando o seu curso.

Já os cursos livres, depende de cada um. Há cursos de 8 horas, 20 horas, 40 horas, 200 horas e assim por diante. Como o próprio nome diz, ele é livre e portanto quem o criou estabelece a sua própria carga horária.

Gostou? Compartilhe



 

Leia também:



© 2008-2018 | Professor Digital | Política de Privacidade | Em Jesus Cristo eu confio