Sistemas de informação: Recursos patrimoniais e logísticos – Logística

Sistemas de informação: Recursos patrimoniais e logísticos – Logística. Unip - Universidade Paulista

Home Tecnologia

A disciplina Recursos Patrimoniais e Logísticos ou simplesmente Logística, foi uma das mais tranqüilas do curso de Sistemas de informação na Unip – Universidade Paulista. Veremos neste post algumas dicas do conteúdo desta disciplina.

Basicamente, não há muita coisa complicada em logística, tudo parece ser um pouco obvio e de fácil compreensão. A disciplina foca inicialmente o conceito de logística que é a função que estuda a melhor maneira de facilitar o fluxo de produtos entre produtores e consumidores.

Como conteúdo de Recursos Patrimoniais e Logísticos, são abordados os seguintes assuntos:

  • Transporte;
  • Manutenção de estoque;
  • Processamento de pedidos;
  • Armazenagem e manuseio;
  • Embalagem;
  • Compras e produção;
  • Distribuição física.

Outros aspectos analisados também são os tipos de demanda: permanente, irregular, derivada, em declínio e sazonal. Achei bastante relevante estes itens do ponto de vista de Sistemas de Informação.

Como disse acima, a disciplina Logística é bem tranqüila, porém, alguns termos podem ser desconhecidos e bom você ficar atento. Vou mostrar alguns:

Curva ABC

A Curva ABC diz que 20% dos produtos representam 80% do faturamento e que 80% dos produtos comercializados, movimentam apenas 20% do volume financeiro. Este conceito foi criado pelo sociólogo e economista italiano Vilfredo Pareto, também conhecido como princípio de pareto (http://pt.wikipedia.org/wiki/Principio_de_Pareto).

Just-in-time

Just-in-time é um processo que procura não trabalhar com estoque, ou seja, a intenção e suprir a linha de produção usando o menor estoque possível. Isto é possível ou mais facilmente aplicado em processos com demanda conhecida, estável e com tempo de reposição curto.

MRP

Vem da sigla “material requiriment planning” ou  planejamento das necessidades de materiais. É uma ferramenta usada quando componentes podem ser usados  em vários produtos e assim controlar  a quantidade que cada um deve usar.

Trade OFF

Trade off é usado na logística como tomada de decisão sobre qual meio de transporte usar para determinados produtos. Esta decisão não leva em conta apenas o custo do frete, mas um conjunto de itens que irão determinar o caminho mais econômico.

Para finalizar temos: Logística e recursos patrimoniais, que define a operação do sistema logístico e a Gestão de recursos patrimoniais.

Bem, a aplicabilidade desta disciplina em sistemas de informação é bem grande e os conceitos logísticos devem ser bem avaliados em um projeto de sistema. Agora, a teoria é uma coisa, a prática é outra. Em sistemas de informação o que conta é a prática, ou não?

Além Recursos Patrimoniais e Logísticos, estou escrevendo alguns posts sobre as disciplinas do curso, que podem ser vistas no link Sistemas de informação.

Gostou? Compartilhe



 

Leia também:



© 2008-2018 | Professor Digital | Política de Privacidade | Em Jesus Cristo eu confio