Leitura na internet e a interpretação de textos. Ler e interpretar

Muitas pessoas não leem ou não sabem interpretar texto? Veja uma experiência vivida com leitores online e as dificuldades para lidar com diferentes tipos de leitores na internet.

Home Educação

Quando comecei a escrever os primeiros posts no blog do Luis tive uma surpresa, seguido de uma decepção. A surpresa foi perceber que as pessoas estavam gostando daquilo que eu me propus a escrever, a decepção foi perceber que muitos não estavam entendendo o que eu queria dizer.

A leitura na internet

Nos comentários as pessoas pediam informações que eu já havia dado no texto, faziam perguntas sem perceber que a resposta já estava evidente no texto do post. Isso me preocupou e a primeira conclusão que tirei é que eu não estava sendo claro o bastante ou que minha redação estava tão ruim que as pessoas se quer percebiam a mensagem que eu estava tentando transmitir.

Ler e interpretar

Comecei a rever os textos, argumentar nos comentários e tentar ser mais objetivo ainda na esperança que as coisas melhorassem neste sentido. Não. Não melhorou nada.  Aí veio a dúvida: Será que eles não leem ou não sabem interpretar texto? Claro que não estou falando de todos, mas havia uma parcela significativa.

Um dia ouvindo um podcast no Webinsider, o Vicente Tardin e o Michel Lens relataram que passavam pelo mesmo problema que eu. O Michel comentou que postou no blog dele um texto dizendo que faria uma série de palestras no Senac São Paulo, como de fato fez. Em seguida as pessoas começaram a mandar e-mails e comentários para ele pedindo informações sobre cursos do Senac.

Se um site como Webinsider, que é formado por pessoas extremamente competentes e escrevem muito bem, isto também ocorre, então o problema só pode estar na interpretação do texto.

Tempo depois, lendo algumas páginas de orientações na Wikipedia, percebi que eles andam preocupados em deixar claro que a “o Wikipedia não faz”. De novo entendi que por lá também as pessoas não leem os textos como deveriam ler ou não interpretam como deveriam interpretar.

E preciso ler. É preciso interpretar

Por fim compreendi que a leitura na internet é apenas uma extensão da leitura em qualquer outro meio, seja ele livro, jornal, revista, etc. Se na internet as pessoas não leem é possível que não leem também em outros meios, se não sabem interpretar texto na internet não saberão interpretar em lugar algum. Isto é complicado, pois na melhor das hipóteses vão ficar sem entender o que está sendo proposto e na pior das hipóteses vão entender o que o texto não está dizendo.

Obs: Em muitos posts deste blog os comentários estão desabilitados. Nesses casos, não encontrei outra solução, pois as pessoas começam a fazer as mesmas perguntas em um ciclo sem fim, mesmo que a resposta esteja ali, bem acima.

Por que isso acontece?

O relato acima deve nos levar ao questionamento ou a uma possível busca por razões para este problema, ao mesmo tempo tentar compreender os problemas que são gerados com isso. Embora eu não seja capaz de produzir todas as respostas a esta questão, creio que os pontos abaixo poderão nos ajudar a compreender melhor:

  • Não temos a cultura de ler. Este parece ser o primeiro e talvez um dos principais motivos, ou seja, nossa cultura de pouca intimidade com os livros ou textos em geral. Quando não havia internet as pessoas precisavam comprar ou assinar jornais e revistas, comprar livros ou ir em uma biblioteca alugar. Pelo que sabemos, esta cultura era restrita a uma parcela pequena da população.
  • Nossa leitura é superficial. Com a chegada da internet as coisas poderiam melhorar já que agora temos acesso a muito conteúdo gratuito e disponível a qualquer momento e a qualquer pessoa, mas essa abundância de conteúdo nos levou a outro problema que é fazer uma leitura superficial.
  • A cultura do ver. O mesmo não se pode falar dos vídeos e não é a toa que o Youtube é um grande sucesso por aqui. Na verdade isto tem a ver com nossa formação que foi muito mais orientada a ver do que a ler. Isto começou com a televisão e agora se estende aos vídeos na internet.
  • Opinião pronta. Por fim e talvez não menos importante, receio que haja a cultura de pegar opinião pronta ao invés de formá-la. Isto é cômodo e nos agrada, ao mesmo tempo que desestimula a leitura, a indagação e a interpretação em busca de resposta ou de compreensão adequada ao que se está propondo naquele texto.

Você leu até aqui? Compreendeu? Parabéns!

Gostou? Compartilhe



 

Leia também:



© 2008-2019 | Professor Digital | Política de Privacidade | Em Jesus Cristo eu confio