TRT9 Curitiba-PR e TRT18 GO: Consulta de Processos Trabalhistas

Dicas para consultar processos na justiça do trabalho no TRT 9 Curitiba-PR e em Goias: Consulta de Processos Trabalhistas no Paraná

Home Cidadania

Quem tem processo na justiça do trabalho no estado do Paraná, poderá fazer a cosnulta do andamento do processo no Tribunal Regional do Trabalho em Curitiba – 9ª Região Paraná. O serviço está disponível para ser consultado pela internet, no site do TRT 9 PR.

Para fazer a consulta é necessário ter o número do processo em mãos, caso não tenha, informe-se com o seu advogado.

No site do TRT de Curitiba no Paraná é possível consultar também as bases jurídicas: Jurisprudência, Orientação Jurisprudencial, Boletim Jurisprudência e Súmulas.

O endereço do site para consulta de processos é: https://www.trt9.jus.br

TRT9 Curitiba-PR e TRT18 GO

Consultar processos trabalhistas em Goías

Um dos serviços muito procurado na internet é a consulta de processos, afinal, facilita muito a vida de quem tem algum processo na justiça trabalhista. No Estado de Goiás o TRT18 disponibiliza a opção para consulta de processos em seu site.

Para usar o serviço é necessário que você tenha em mãos os dados do processo e que você seja uma das partes envolvidas no processo.

O endereço do site do TRT 18 de GO é: https://www.trt18.jus.br/. Entre na opção Consulta e depois em Processuais 1º e 2º graus.

Lembrando que o serviço deve ser usado como mera consulta, para uma avaliação mais profunda é necessário procurar seu advogado para que seja feita uma avaliação mais precisa do andamento do processo.

Há outros serviços e consultas disponíveis no site do TRT de GO, como o Diário Justiça Eletrônico, Precatórios, estatísticas processuais, pautas, entre outros serviços pertinentes.

Observações

processo trabalhista parana goias

Gostaria de alertar que as informações mostradas na consulta do processo emitem alguns dados, como o valor atual da ação, por exemplo. Mesmo com os dados mostrados o entendimento nem sempre é claro para pessoas leigas e não habituadas ao cotidiano da justiça.

Outra observação é que o Luis.blog.br não é contratado da justiça do trabalho para escrever e que nenhuma relação há, meu trabalho é apenas informar para aqueles que não conhecem este serviço. Muitas pessoas me escrevem pedindo informações que são pertinentes as varas do trabalho ou aos advogados envolvidos. OK? Ficou claro.

Curiosidades sobre a Justiça do Trabalho

Você sabia que alem do empregado, o empregador ou patrão também pode recorrer a justiça do trabalho quando seus direitos forem desrespeitados?

Você sabia ainda que na impossibilidade de fazer uma ação por escrita é possível fazer uma reclamação verbal na Justiça do Trabalho. Basta procurar na junta do trabalho mais próxima e departamento responsável, leve o CPF em mãos e outros documentos que justifique sua reclamação.

Você sabia que existe um prazo legal para você fazer uma reclamação trabalhista? Até dois anos após a demissão (com ou sem justa causa), depois disso você perderá o direito de reclamar.

Perguntas e respostas

O que fazer se na empresa que trabalho não há a obediência à Legislação Trabalhista?

Se você passou pela infelicidade de estar trabalhando em uma empresa que não respeita as diretrizes trabalhistas, saiba que ela está desregularizada e pode sofrer pena por isso.

A fiscalização e procedimento de normas e demais utilidades sobre o caso não é de responsabilidade do Tribunal Regional do Trabalho e sim do Ministério do Trabalho, ele que deve estar realizando vistorias regulares a fim de detectar o cumprimento ou não das Leis Trabalhistas, os profissionais que fazem esse serviço são os fiscais do trabalho.

Agora, se você estiver notando algo fora das normas trabalhistas deve recorrer ao Ministério do Trabalho e fazer a devida denúncia. Se o que está acontecendo estiver lesionando a sua pessoa é que deve buscar auxílio no Tribunal Regional do Trabalho, a fim de abrir um processo trabalhista.

O que faço se for demitido e não pagarem meus direitos?

Se, por alguma causa sem sentido ou finalidade, você foi demitido da Organização que fazia parte tem todo o direito de recorrer a um advogado para que ele procure tomar as devidas providências junto ao Tribunal Regional do Trabalho.

Você terá de ir primeiro à procura de uma advogado, ok?! Agora, se você tem algum sindicato vinculado à sua área de trabalho pela região pode procurar ele que os efeitos surtirão da mesma forma.

O processo trabalhista será aberto e a função dele é que o seu problema seja resolvido ou a sua necessidade seja sanada quando ele chegar ao fim.

Meu processo está demorando muito. O que faço?

Se você deu entrada em um processo trabalhista e acha que ele está demorando muito vai precisar procurar a Vara do Trabalho ou Tribunal Regional do Trabalho onde fez a sua solicitação para tirar dúvidas a respeito e se informar do possível por que de o processo trabalhista não ter conseguido chegar a uma conclusão.

No entanto, vale lembrar que processos dessa qualidade demandam certo tempo, e você terá de ter certa paciência ara conseguir aguardar que ele seja analisado pelos órgãos e responsáveis competentes a fim de darem o veredito sobre o caso.

Outra coisa que influencia no tempo é qual o problema que está sendo solicitado uma resolução. Caso seja algo que não é muito comum, vai precisar mais tempo para uma análise e finalização.

Quais processos têm tramitação preferencial?

De acordo com a lei os processos que possuem tramitação preferencial são o de ritmo sumaríssimo, fora desse ritmo eles levarão uma demanda de tempo de qualidade convencional, a de sempre nos processos trabalhistas.

Os processos de ritmo sumaríssimo são aqueles que atendem as seguintes especificações:

  • Os que devem ser executados perante o juízo de falências
  • Quando uma das partes esteja acometida por doença grave
  • Quando uma das partes tenha idade igual ou superior a 60 anos
  • Quando uma das partes seja portadora de deficiência física ou mental

Fora essas ressalvas a tramitação é a convencional.

Como os processos são distribuídos?

Os processos são distribuídos em ordem cronológica, para que sejam resolvidos de acordo com a ordem de chegada. Os únicos processos que fogem desse padrão são aqueles que possuem identificação de tramitação em ritmo sumaríssimo.

Não é adotada nenhuma outra regra para que a organização dos processos, já que essa facilita na hora de saber qual deles deve ser resolvido primeiro.

Qualquer pessoa pode abrir um processo trabalhista?

Sim! Contanto que tenha sentido que seus direitos foram violados isso será possível. Quando a Empresa que você presta seus serviços lhe lesionar de alguma forma procure seu sindicato ou advogado e peça para que ele tome as devidas providências para a abertura do processo trabalhista.

Qualquer um que se encaixar nesse quesito é capaz de fazer isso, e não perde nada também.

Gostou? Compartilhe



 

Leia também:



© 2008-2019 | Professor Digital | Política de Privacidade | Em Jesus Cristo eu confio