Quais as melhores rodovias do Brasil. As estradas paulistas são melhores?

Quais são as principais rodovias brasileiras e as melhores delas segundo a pesquisa da CNT? Será que é verdade que as rodovias do estado de São Paulo são as melhores do país? Vejas as respostas.

As rodovias são as principais ligações que conectam pessoas e cargas no Brasil. Embora tenhamos outros sistemas de transporte, como o hidroviário, ferroviário e aéreo, é por meio rodoviário que temos a maior circulação de mercadorias, pessoas, e outros tipos de objetos que são transportados de um local para o outro.

O sistema ferroviário brasileiro que já foi tão importante no passado, hoje está destinado quase exclusivamente ao transporte de cargas e em alguns locais para fins turísticos apenas. O sistema hidroviário, embora seja importante para o país, ele está limitado algumas regiões apenas, isto porque é necessário de um rio navegável. O sistema aéreo é a bola da vez, pois nos últimos anos tem ganhado muito espaço principalmente no transporte de pessoas, com o barateamento das passagens aéreas. Mas esse sistema ainda é caro e não atende plenamente todas as necessidades, especialmente pela infraestrutura de aeroportos que no Brasil está limitado as grandes cidades. Por fim resta o sistema rodoviário que cumprir bem o papel de fazer esta interligação em todas as partes do país.

Quais as melhores rodovias do Brasil?

Este é um ponto bastante interessante de ser analisado e evidentemente que quando falamos em melhor, precisamos levar em consideração que este é um conceito aberto e portanto o critério adotado por alguém para definir algo como bom, pode não ser aceito por outro e assim sempre haverá discussão se determinado item é melhor que o outro. O mesmo pode se aplicar as rodovias, afinal de contas dependendo de como você avalia, você encontrará resultados possivelmente diferentes.

A Confederação Nacional dos transportes desenvolveu uma metodologia própria para avaliar as rodovias ou os corredores rodoviários no Brasil e assim determinar quais deles podem ser considerados melhores do que outros.

Basicamente o que eles fazem é avaliar três características fundamentais de uma rodovia, que são elas: pavimento, sinalização e geometria da via.

Na avaliação do pavimento eles consideram a condição da superfície do asfalto, como a existência de buracos ou não e a qualidade do asfalto como um todo. A velocidade que é possível desenvolver devido a condição da via e finalmente a questão do pavimento do acostamento, que como sabemos, no Brasil existem rodovias que tem esse pavimento enquanto em outras, simplesmente não existe.

Na sinalização eles consideram a sinalização horizontal da pista, como em faixa centrais e faixas laterais, a sinalização vertical, como as placas de indicação de limite de velocidade, placas de indicação, de intercessão, bem como a visibilidade e a legibilidade das placas.

Já na característica da geometria da via eles consideram o tipo da rodovia, o perfil da mesma, a existência por exemplo da faixa adicional em caso de subida, pontes e viadutos, curvas perigosas, bem como as condições e a existência do acostamento de maneira adequada aos motoristas.

Se você quiser ter acesso ao relatório completo com as características, a forma como é feito essa pesquisa, bem como com os resultados obtidos por ela, você poderá acessar o relatório gerencial completo neste link no site da CNT que a Confederação Nacional dos Transportes, que é a responsável por esta pesquisa.

Os melhores corredores rodoviários segundo a CNT

No apêndice C que constam ranking das ligações rodoviárias, a pesquisa mostra os principais corredores rodoviários do Brasil e um ranking mostrando quais deles apresenta melhores condições. Avaliando este ranking podemos observar que as 20 primeiras posições que recebem a classificação geral como ótimo, todos estão no estado de São Paulo. Quatro dessas rodovias começa em São Paulo e liga outros estados, como é o caso da Fernão Dias ligando São Paulo a Belo Horizonte, a Regis Bittencourt, ligando São Paulo a Curitiba, a Presidente Dutra ente São Paulo e Rio de Janeiro e ainda a rodovia Anhanguera com a BR-050. Todas as demais inicia e termina dentro do estado de São Paulo, o que nos dar um grande indicador da qualidade das rodovias paulistas em relação às demais rodovias do Brasil.

Minhas observações

Conheço boa parte dessas rodovias citadas e outras que não estão neste ranking, uma vez que tem um bom histórico de viagens rodoviárias por vários estados brasileiros.

Das rodovias consideradas melhores pela pesquisa acima, a primeira delas é a rodovia Dom Pedro que liga Campinas a Jacareí no Vale do Paraíba. A segunda é o corredor rodoviário formado pela rodovia dos Bandeirantes e Anhanguera que liga Limeira, minha cidade, até a capital de São Paulo.

Sinceramente não concordo muito com este resultado, uma vez que a rodovia dos Bandeirantes, em especial, tem qualidade muito melhor do que a Dom Pedro, mas se eles chegaram a esta conclusão é porque os critérios que eles avaliaram (veja quais são acima), são diferentes dos critérios que eu ou qualquer outra pessoa por exemplo poderia avaliar.

Como motorista as vezes você não presta atenção na questão do acostamento e outros aspectos que para o sistema rodoviário como um todo é importante, em vez disso as vezes você fica mais atento a outros detalhes, como se existe ou não postos de combustíveis próximos a via, a qualidade do asfalto, o trânsito, se a pista é duplicada, entre outros.

Algumas das principais rodovias brasileiras

Segue abaixo algumas das principais rodovias brasileiras, suas ligações e a importância que elas têm para o desenvolvimento das cidades e pessoas no Brasil.

BR-116

Esta é a rodovia mais extensa do Brasil, com 4 486 km de extensão, ela corda o país de norte a sul desde a cidade de Fortaleza no Ceará até a cidade de Jaguarão no Rio Grande do Sul, cruzando 10 estados brasileiros. Em alguns pontos ela recebe grande tráfico de veículos, como na ligação entre o Rio de Janeiro e São Paulo, que nesse trecho é chamado de rodovia Presidente Dutra e entre São Paulo a Curitiba, que nesse trecho é chamada de Rodovia Regis Bittencourt.

BR-101

Esta é a segunda maior rodovia pavimentada do Brasil, com 4 650 km de extensão. Assim como a BR-116, ela também corta o Brasil de norte a sul, com uma diferença que o seu traçado é bem próximo ao litoral, em alguns casos ela é usada inclusive como avenida Beira Mar. Ela tem seu início na cidade de Touros no Rio Grande do Norte e termina em São José do Norte no Rio Grande do Sul.

BR-230 - Rodovia Transamazônica

Rodovia Transamazônica é uma rodovia federal transversal que tinha como proposta que fazer uma integração do norte com o nordeste brasileiro por via rodoviária. Dada a sua grande dimensão, ela é considerada uma obra inacabada. Seu início foi durante o regime militar. Ela liga a cidade de Cabedelo no estado da Paraíba a Lábrea no estado do Amazonas.

BR-040

Esta é uma importante rodovia que liga o Rio de Janeiro a Brasília, passando por Belo Horizonte. Ela recebe grande fluxo de veículos que tem uma importância fundamental para integração do Sudeste com a capital federal.

BR-050

Esta rodovia é a continuação da rodovia e Anhanguera que termina na divisa entre os estados de São Paulo e Minas Gerais na região do Triângulo Mineiro. Desse ponto em diante ela é a rodovia BR-050.

BR-381 - Rodovia Fernão dias

Principal ligação entre Belo Horizonte e São Paulo, a Rodovia Fernão Dias é também uma das mais importantes movimentadas do país. Pelo grande fluxo de veículos ela merecia um pouco mais de atenção, já que em alguns pontos é um pouco complicado a direção nessa estrada.

BR-369 - Rodovia dos Cereais

Esta rodovia já foi chamada de rodovia dos cereais, por fazer um importante papel no escoamento de grãos, no estado do Paraná onde ela termina na cidade de Cascavel. Ela inicia em Minas Gerais e corta todo estado de São Paulo, depois entra no Paraná até Cascavel.

Sistema Anhanguera-Bandeirantes

Sistema era Bandeirantes e talvez a principal ligação do interior do estado de São Paulo com a sua capital. Anhanguera que tem início na capital, corta boa parte estado de São Paulo e tem seu término na divisa com Minas Gerais na região de Uberaba no Triângulo Mineiro. Já rodovia dos Bandeirantes inicia no município de Cordeirópolis, na região de Limeira e segue até a capital de São Paulo.

Sistema Anchieta-Imigrantes

Embora seja uma das mais curtos rodovias, o sistema Anchieta-Imigrantes é um dos mais movimentados do país, pois liga a cidade de São Paulo ao litoral paulista e especialmente nas vésperas de feriados o trânsito é muito intenso. Esse sistema tem algumas peculiaridades em relação às demais rodovias. Nos dias de muito tráfego a Polícia Rodoviária muda o sentido das pistas. Por exemplo: quando o fluxo de veículos está na direção ao litoral, geralmente todas as faixas da Imigrante fica no sentido descida, quando o tráfico se inverte também se inverte o sistema de subida.

Rodovia Washington Luiz

Esta rodovia tem seu início na cidade de limeira no interior de São Paulo e se estende até São José do Rio Preto é uma importante extensão do sistema e Anhanguera-Bandeirantes e integram a região central do estado.

Rodovia Dom Pedro

Esta rodovia é que foi citada na pesquisa da CNT como a melhor do Brasil, ela tem seu início na cidade de Campinas e segue até Jacareí no Vale do Paraíba, ligando assim rodovia e Anhanguera com o Presidente Dutra.

Com informações dessas fontes:

https://pt.wikipedia.org/wiki/BR-116

https://pt.wikipedia.org/wiki/BR-101

https://pt.wikipedia.org/wiki/BR-230