Quais os prejuízos que as queimadas causam no meio ambiente?

Veja abaixo alguns dos principais problemas que as queimadas ou incêndios causam para o meio ambiente, para a vida das pessoas, bem como para a população animal.

No passado as pessoas utilizavam muito o fogo como uma estratégia de limpar uma determinada área de mata ou outro tipo de vegetação com a finalidade de preparar a terra para o plantio.

Essa estratégia foi muito usada pois era um método relativamente fácil e poderia ser feito em uma área grande com um custo mínimo para limpeza do ambiente.

Com o tempo, as pessoas começaram a notar que apesar de fácil e relativamente simples, esta técnica tinha sérios problemas envolvidos e hoje é consenso de que as queimadas causam problemas ambientais enormes e por isso a prática é proibida.

É verdade que elas ainda continuam a existir e por isso mesmo é tão importante entender os danos que elas causam. Mas quais os reais problemas que as queimadas podem causar? Veja abaixo alguns dos principais problemas ambientais associados com as queimadas.

Destruição da matéria orgânica

O primeiro deles é exatamente um contrassenso, pois se as pessoas usavam as queimadas para preparar a terra para o plantio, ao mesmo tempo eles estavam destruindo a matéria orgânica que seriam importantes para o plantio que queriam realizar.

A terra precisa de nutrientes e boa parte desses nutrientes é formado na própria terra através da decomposição de matéria orgânica, como folhas, madeira, raízes, frutos, grãos, dentre outros.

Desta forma, a queimada empobrece o solo e acaba exigindo a correção dele com outros tipos de nutrientes, como os adubos químicos ou outro tipo de matéria orgânica.

Exposição do solo

Outro problema bastante grave que a queimada causa é a exposição do solo, uma vez que você queimar toda a matéria que protege o solo, a exposição desse pode gerar problemas ambientais como erosão, por exemplo.

As plantas têm um papel importante na proteção do solo, logo retirar toda esta camada pode expor o solo a problemas ambientais.

Fumaça, poluição e qualidade do ar

Se a queimada é ruim para o solo, muito mais para as pessoas, afinal a fumaça é muito poluente, afeta a qualidade do ar e traz problemas de saúde inúmeras pessoas.

Em casos de queimadas de grandes proporções, a fumaça pode percorrer distâncias enormes, como aqui aconteceu em 2020 quando uma espessa nuvem de fumaça atingiu a cidade de São Paulo proveniente de queimadas nas regiões amazônica e do Pantanal [2].

Fuligem

Além da poluição do ar que afeta muito o processo respiratório, existe outro problema bastante sério que é a fuligem que essas queimadas geram.

Para quem mora no interior de São Paulo, a palavra fuligem vai trazer lembranças provavelmente desagradáveis, uma vez que muitas das cidades do interior estão rodeadas de canaviais que no passado eram queimados para promover o corte no dia seguinte.

Com isto, era comum você ter o seu quintal coberto por uma camada de fuligem que além de trazer muito trabalho para a limpeza, promovia muita sujeira e consequentemente problemas de saúde para muitas pessoas.

Observe que eu estou citando esse exemplo como algo que acontecia, uma vez que essa técnica está proibida em todo estado de São Paulo, mas ainda assim existem as queimadas controladas que ocorre com autorização e ainda existem em alguns casos [3].

Devemos considerar ainda as queimadas acidentais ou até criminosas que causam o mesmo problema com fuligem no quintal de casa.

Destruição de habitat

Os animais também sofrem com as queimadas, pois quando elas acontecem acabam destruindo diversos habitats e desta forma expulsando animais no seu ambiente de vida. Isto quando não causa a morte dos próprios animais.

Os exemplos de queimada no Pantanal em 2020 [1] trouxeram cenas fortes neste sentido, mostrando o quão grave são as queimadas para as diversas populações animais que vivem em um determinado local.

Chuva e temperatura

Quando uma queimada acontece é uma área de mata ou floresta, as consequências ambientais podem ser bem mais extensas e complexas. Elas podem interferir na temperatura e no regime de chuvas, uma vez que as árvores têm um papel importante como regulador de temperatura e consequentemente no regime de chuvas em uma determinada região.

A grande preocupação nesse caso é a floresta amazônica aqui no Brasil que tem um papel crucial para as chuvas no centro-sul não só do Brasil, mas em países da região.

Assim, muitos especialistas acreditam que as queimadas e o consequente desmatamento na floresta amazônica irão interferir de maneira decisiva de como as regiões centro-sul do Brasil recebe chuvas, com uma diminuição no volume pluviométrico o que tiraria sérios problemas para agricultura, geração de energia elétrica e abastecimento das cidades.

Conclusão

Como vimos acima, as queimadas que outrora foi usada no passado de uma maneira despreocupada, se mostrou bastante problemática e hoje temos absoluta consciência disso.

Desta forma, é necessário conscientizar as pessoas sobre este grave problema e cobrar das autoridades legalmente constituídas a firmeza para tratar do assunto, uma vez que é uma causa de interesse comum.

É verdade que muitas queimadas são acidentais e não tem relação direta com ação humana, mas aquilo que for possível fazer para evitá-las precisa ser feito pois os danos realmente são muito grandes.

Referências

[1] Fogo já destruiu 3,461 milhões de hectares do Pantanal – Agência Brasil, acesso em 16 de agosto de 2021

[2] Céu da cidade de SP é afetado por fumaça de incêndios neste sábado; qualidade do ar cai e pode haver chuva escura - G1, acesso em 16 de agosto de 2021

[3] Área de queima controlada de cana em SP é a menor da história, acesso em 16 de agosto de 2021

COMPARTILHE: Facebook Twitter WhatsApp


VEJA TAMBÉM:

© 2021 - Utilidade Pública: Tecnologia, Educação e Cidadania.
Este site usa cookies e ao continuar navegando, você concorda com a política de privacidade.