Qual o mês mais quente e o mais frio do ano?

Você costuma acompanhar a previsão do tempo, bem como o histórico de temperaturas chuvas e outros dados climáticos em sua cidade ou região? Veja os gráficos com medições de temperaturas que mostram a distribuição de frio e calor.

Home Educação

Embora muitas pessoas não façam isso de maneira intencional, acredito que de maneira geral todas as pessoas são de alguma forma impactadas pelos fatores climáticos, como o calor, frio, chuva, seca, sol, entre outros.

Eu tenho o hábito de acompanhar bastante não só a previsão, bem como histórico desses dados climáticos e confesso que isso pode ser bastante útil para as nossas vidas, bem como para algumas atividades comerciais e sociais que pretendemos fazer.

Embora tenha escrito sobre outros aspectos, neste artigo quero falar sobre os meses mais quentes e os mais frios do ano.

Vale lembrar que as informações que mostrarei aqui são do interior do estado de São Paulo e podem efetivamente não refletir a mesma realidade para outras partes do país. Portanto, tenha em mente este lembrete antes de considerar os dados abaixo.

Verão

Aparentemente seria fácil falar sobre isso, afinal sabemos que o verão é o período mais quente e o inverno é o período mais frio.

Primeiro é preciso levar em consideração a região do país onde você está, afinal essa divisão de verão e inverno, não tem o mesmo significado em todo país. Pelo menos, não no sentido prático, já que algumas regiões apresentam características climáticas um tanto quanto diferentes.

Como eu moro na região sudeste do Brasil e as minhas análises são baseadas com as informações que temos aqui, vou considerar nesse artigo o entendimento de verão e inverno aqui temos no centro-sul do Brasil.

Assim, é fato que os meses de verão são de fato muito quente, mas eu acredito que sobe certo aspecto eles podem não ser os mais quentes do ano.

Outubro

Em minhas medições que faço usando dados históricos da Unicamp, que a Universidade Estadual de Campinas, que tem uma estação meteorológica aqui na minha cidade, o mês mais quente do ano pode na verdade ser o mês de outubro que está na primavera e não no verão.

A razão para chegar a esta conclusão é que o mês de outubro já tem o dia mais longo e recebe pouca chuva, com isso os dias têm insolação praticamente o dia todo, sem muitas nuvens ou chuvas para interferir na regulação da temperatura.

Enquanto aqui nos meses de verão, embora muito quentes, é comum ter chuva ou pelo menos muito a formação de nuvens no período da tarde, o que acaba assim atenuando um pouco a temperatura extrema.

Veja os dados abaixo que mostram com mais clareza como é a distribuição do calor na região sudeste do Brasil, com especial destaque para o estado de São Paulo de onde essas informações foram obtidas.

Ocorrências de calor

O gráfico acima é resultado da leitura que faço da estação meteorológica da Unicamp no campus da faculdade de tecnologia em Limeira/SP (veja os dados aqui). Os dados que eles disponibilizam são atualizados a cada 10 minutos e eu faço a leitura deles e a devida compilação para gerar os gráficos estatísticos, como este acima.

Na compilação que eu faço, as ocorrências de calor, são registros onde a temperatura fica igual ou superior a 30 graus celsius. Em 1 hora, a estação meteorológica da Unicamp faz 6 registros, um a cada 10 minutos

Aqui é possível perceber com muita nitidez o destaque de calor para os meses de setembro e outubro. Apesar de termos dados apenas de 2019 e 2020, mas é o suficiente para percebermos isso.

O que acontece nesses meses, apesar de ainda estar na primavera e pegar até parte do inverno, é que você já tem dias mais longos e normalmente com muitas horas de sol e ausência de nuvens. Então são aqueles dias de sol que fica o dia todo, sem a interferência de nuvens.

Os meses de verão, apesar de terem a sensação térmica muito mais alta, por conta da unidade, tem a seu favor muita nebulosidade e chuvas que de certa forma atenua o calor.

Inverno

Os meses mais frios do ano são os meses de junho julho e agosto, portanto estão de acordo com a ideia de que ano o inverno que temos os meses mais frio do ano. O destaque fica para o mês de julho que normalmente é o mesmo que apresenta as menores temperaturas por aqui. Abaixo temos alguns gráficos que mostram isso de maneira mais pontual.

Ocorrências de frio

Este gráfico mostra também com muita clareza a forte concentração do frio em alguns poucos meses do ano, apesar de em 2020 termos este caso atípico de ocorrências de frio em novembro.

Na compilação que eu faço, as ocorrências de frio, são registros onde a temperatura fica abaixo de 15 graus celsius. Em 1 hora, a estação meteorológica da Unicamp faz 6 registros, um a cada 10 minutos

Meses mais quentes do ano

Se olharmos para os gráficos acima, veremos que os meses de verão são bastante quentes, mas como explicado acima a partir de setembro nós já temos uma insolação muito forte e com isso o mês de outubro acaba ganhando o destaque de maior número de registros de temperaturas acima de 30°.

Meses mais frios do ano

Já os meses mais frio, conforme explicado acima e que podem ser vistos nos gráficos acima são de fato os meses do inverno, iniciando já no final do outono, mas ganhando força exatamente no inverno, mais precisamente no mês de julho.

Outras regiões

Como explicado no início, a minha análise baseia-se na região centro-sul do Brasil, mas como sabemos as regiões Norte e Nordeste tem um regime de chuva um pouco diferente, bem como o conceito de inverno e verão, frio e calor também diferencia um pouco da parte sul do país.

Para ser bem sincero, em alguns estados do norte nordeste, eu não sei se nós teríamos meses frios, talvez apenas meses um pouco mais frescos.

Gostou? Compartilhe



 

Leia também:


© 2008-2019 | Professor Digital | Política de Privacidade | Em Jesus Cristo eu confio