Tipos de cidades por tamanho, política-administrativa e vocação

Quais são as classificações que podemos aplicar às cidades e quais são as vocações mais conhecidas e aplicadas a muitas cidades, como turística, histórica, dormitório, global e outras?

Home » Cidadania

Cidade é um termo bastante conhecido da maioria das pessoas, senão de todas, isto porque boa parte da população mora em uma cidade e assim sabe definir bem aquilo que enxerga diante dos seus olhos todos os dias.

O nosso entendimento por cidade está ligado ao tamanho da sua população, à concentração dessa população em um único local, bem como um estilo de vida parecido que conectam as pessoas localmente.

Contudo é preciso levar em conta que existem diferentes tipos de cidades, cada uma delas apresentando características as vezes muito próprias. Mas existem algumas classificações que podem ser aplicadas visando identificar tipos mais específicos de cidades. Neste artigo faremos três classificações, que podem identificar os tipos de cidades quanto à questão política-administrativa, tamanho e vocação.

Tipos de cidades que serão considerados:

[indice]

  • Política ou administração:

    • Distrito
    • Sede de município
    • Capital do estado

  • Em relação ao tamanho:

    • Vilarejo
    • Cidade pequena
    • Médio porte
    • Cidade grande
    • Metrópole
    • Megalópole

  • Em relação à vocação ou a situação:

    • Turística
    • Universitária
    • Histórica
    • Cidade dormitório
    • Litorânea
    • Cidade global

[fim-indice]

Política ou administração

A primeira da nossa classificação diz respeito a situação legal daquela cidade ou como ela é definida do ponto de vista político ou administrativo. Creio que pelo menos três definições podem ser feitas nesse sentido, sendo: distrito, sede de município e capital do estado.

Distrito

O distrito é uma cidade ou um aglomerado de pessoas que vivem em um determinado local, mas não é a sede do município. No Brasil esse tipo de cidade é conhecido como distrito, mas as vezes também é chamado de vilas.

O melhor exemplo que me vem à cabeça no momento é a cidade de Monte Verde no estado de Minas Gerais. A cidade que fica localizada no alto da serra da Mantiqueira, é um destino turístico muito procurado, especialmente nos meses mais frios do ano, isto porque a cidade é considerada uma das mais frias no Brasil e junto com a sua vizinha Campos do Jordão no estado de São Paulo, são destinos bastante badalados nos meses de inverno.

Contudo, Monte Verde é considerada um distrito, pois está localizada no município de Camanducaia, e a cidade de Camanducaia é a sede do município. Além deste exemplo, existem muitos outros no Brasil.

Sede de município

Uma cidade sede de município e sem dúvida a maioria dos casos no Brasil. Quando falamos de Ribeirão Preto, por exemplo, podemos nos referir a cidade como aglomeração urbana ou ao município que algo maior, pois compreende tanto a área urbana como a área rural. Desta forma, Ribeirão Preto e a cidade sede do município que leva o mesmo nome.

O exemplo acima se aplicar as demais cidades do Brasil. Segundo o Censo do IBGE de 2010 [2], havia 5.565 cidade ou municípios no Brasil.

Capital do estado

Algumas cidades são identificadas também como sendo a capital de um estado. No Brasil existem 26 estados, logo, existem 26 cidades que são classificadas como capital do estado.

Belo Horizonte é a capital do estado de Minas Gerais, Porto Alegre é a capital do estado do Rio Grande do Sul, Recife é a capital do estado de Pernambuco, Campo Grande é a capital do estado do Mato Grosso do Sul, Manaus é a capital do estado do Amazonas, e assim por diante.

A cidade de Brasília não é necessariamente a capital de um estado, já que ela está dentro do Distrito Federal que é uma situação diferenciada. Neste caso ela é a capital do país.

Em relação ao tamanho

A segunda classificação que faremos nesse artigo é em relação ao tamanho das cidades e esse talvez seja um dos mais comuns e usados largamente pelas pessoas. Vale lembrar que os critérios para definir os itens abaixo não são precisos e portanto precisamos fazer esta ressalva.

Vilarejo

Um vilarejo é uma aglomeração de poucas pessoas, podendo em alguns casos ser chamado até de cidade pequena, mas geralmente o termo vilarejo talvez seja o que se aplica melhor a essa situação. Eles são mais comuns no interior do país, onde algumas zonas urbanas ou distritos são relativamente pequenos e às vezes não passam de 1000 pessoas.

Cidade pequena

Uma cidade pequena é uma definição também um pouco vaga, uma vez que não há limites específicos para determinar o que é uma cidade pequena ou não.

Mas compreendemos que é uma zona urbana com a concentração de algumas poucas milhares de pessoas. Desta forma quando encontramos uma cidade com 5.000, 10.000, 20.000 ou 40.000 habitantes, normalmente nos referimos a ela como sendo uma cidade pequena.

De acordo com o censo de 2010 [2] do IBGE, havia no Brasil 5.284 cidades ou municípios com menos de 100.000 habitantes. Este número mostra a grande concentração desse tipo de cidade pelo Brasil afora. Se considerarmos que havia 5.565 cidades no Brasil, descobriremos o quão grande a este perfil de município no país. Só no estado de Minas Gerais havia cerca de 824 municípios nesta faixa.

Médio porte

Já é uma cidade de médio porte e aquela que está um pouco acima da definição anterior, ou seja, ela não é considerada mais uma cidade pequena, mas também não é uma grande cidade, portanto é uma cidade de médio porte.

Assim como no exemplo anterior, não existem limites específicos para determinar quando uma cidade passa de pequena para a média, ou de médio para grande, mas é certo que alguns casos são mais facilmente identificáveis.

Cidades como Limeira, Franca, Taubaté, Bauru e outras similares no interior do estado de São Paulo, podem ser bons exemplos de cidades de médio porte. Em outros estados há casos similares também, como Maringá no Paraná, Uberaba em Minas Gerais, Anápolis em Goiás, Vitória da Conquista na Bahia, dentre outros exemplos.

Cidade grande

Assim como nos exemplos anteriores, a definição de uma cidade grande é aplicada quando ela já não é mais considerada uma cidade de médio porte e portanto tem uma concentração populacional muito grande. Com a frequente migração das pessoas do campo para cidades e de cidades de pequeno e médio porte para as grandes cidades, estas tendem a aumentar tanto em número, quanto em população. No Brasil exemplos como São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Brasília e outros podem ser considerados.

Mas existem outros casos no Brasil que são considerados grandes cidades sem ser necessariamente capitais de estados. Campinas no interior de São Paulo é um bom exemplo, pois a cidade tinha na projeção populacional do IBGE em 2020, 1.213.792 habitantes, o que faz dela certamente uma grande cidade no interior [3]. A outros exemplos como Guarulhos em São Paulo, São Gonçalo e Duque de Caxias no Rio de Janeiro. Todas essas cidades têm uma grande concentração populacional.

Metrópole

Uma metrópole é geralmente um conjunto de cidades, tendo uma cidade principal e juntas elas formam uma grande população. No Brasil talvez o exemplo mais evidente seja da região metropolitana de São Paulo, pois ali temos a cidade de São Paulo, como a principal e em volta dela um grande número de outras cidades, algumas relativamente grandes, formando assim uma grande metrópole ou uma região metropolitana. Há outras regiões metropolitanas no Brasil como na cidade do Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Recife e outras. [1]

Vale lembrar que as cidades não precisam estar necessariamente ligadas fisicamente, podendo haver entre elas zonas rurais. O que define uma metrópole é o alto grau de interconexão que existente entre elas.

Megalópole

Uma megalópole é na verdade um conjunto de metrópoles, logo é uma super região metropolitana. Esse tipo de cidade é mais comum na Ásia onde temos hoje uma concentração populacional excepcionalmente alta e acontece de uma região metropolitana se conectar com outra que acaba formando uma megalópole. [1]

Em relação à vocação ou a situação

Outra forma comum de identificar alguns tipos de cidade são quanto a sua vocação, bem como a sua situação. Neste sentido é possível identificar cidades que se enquadram no tipo de cidade turística, universitária, dormitório, histórica e outros.

Turística

Uma cidade com vocação turística é aquela que contém algum atrativo, seja ele natural, histórico, de entretenimento, dentre outros, que atraem pessoas de outras localidades a fim de conhecer, usar ou contemplar as atrações turísticas disponíveis.

No Brasil temos exemplos como a cidade do Rio de Janeiro, Campos do Jordão, Gramado, Salvador, Ouro Preto, Foz do Iguaçu, dentre outras.

Nesses locais há uma tendência de aumento de preços, especialmente naqueles ligados diretamente ao turismo, como restaurantes, presentes e artigos de lembrança.

Universitária

A definição da cidade universitária se aplica aos casos em que há normalmente a presença de pelo menos uma grande universidade e com isso acabam atraindo pessoas de várias partes do país para estudar naquela instituição e assim estabelecer uma moradia temporária, ou seja, enquanto durar os estudos.

Temos alguns bons exemplos como as cidades de São Carlos, Campinas, Bauru no interior de São Paulo, Santa Maria no Rio Grande do Sul, Ouro Preto, Viçosa e juiz de fora em Minas Gerais, dentre outros.

Em todos esses casos existe a presença de universidades importantes que atrai estudantes de várias partes do país e até de outros países buscando uma formação universitária.

Observação: Em alguns casos a expressão cidade universitária se aplica à própria universidade, que em função do seu tamanho, reuni em sua área não apenas os prédios de caráter puramente educacional, mas uma série de serviços que podem incluir bancos, restaurantes, dormitórios, dentre outros.

Histórica

Uma cidade histórica é outra definição que temos para alguns tipos bastante específicos onde a presença de elementos históricos que são considerados de importância para a cidade, o estado ou um país como um todo.

No Brasil, além das cidades do Rio de Janeiro, Salvador, Recife, dentre outras, temos no estado de Minas Gerais um conjunto de diversas cidades que são conhecidas como as cidades históricas de Minas, a saber: Ouro Preto, Mariana, Tiradentes, São João del Rei, Congonhas, Diamantina, dentre outros. Elas contam alguns capítulos importantes da nossa história e são atrativos turísticos bastante procurados.

Cidade dormitório

O termo cidade dormitório é uma definição popular que encontramos em algumas situações e ele soa de certa forma pejorativo. Normalmente ela se aplica a uma cidade que tem poucas opções de trabalho, com isso, sua população precisa se deslocar para uma cidade vizinha em busca de trabalho e voltam a noite para dormir na sua cidade de origem.

A situação é bastante comum nas metrópoles, como é o caso de São Paulo e Rio de Janeiro, por exemplo. Como essas cidades acabam atraindo as grandes empresas que se estabelecem ali, com isso concentram-se as melhores oportunidades de trabalho, é comum que pessoas que moram nas cidades vizinhas se deslocarem para esses locais para trabalhar e voltam a noite para dormir.

Litorânea

Uma cidade litorânea é aquela que está à beira-mar e no Brasil elas são abundantes, especialmente pelo fato de termos um dos maiores litorais do mundo. Em muitos casos essas cidades também são consideradas turísticas, especialmente aquelas que apresentam boas opções de praias.

Alguns exemplos podem ser cidade de Florianópolis e balneário Camboriú em Santa Catarina; Santos, Guarujá e Ubatuba em São Paulo; Rio de Janeiro, Niterói e Cabo Frio no estado do Rio de Janeiro; Vitória e Guarapari no Espírito Santo; bem como as cidades do litoral nordestino, como, Ilhéus, Porto Seguro, Salvador, Aracaju, Maceió, Recife, João Pessoa, Natal, Fortaleza e São Luiz.

Cidade global

Esta expressão se aplica a algumas cidades com forte concentração de poder econômico, político, financeiro, industrial e bancário, por exemplo. São cidades em que sua influência em uma dessas áreas atinge níveis globais, influenciando mercados, países e em muitos aspectos ditando as “regras do jogo” em diversas áreas.

São exemplos de cidades globais: Chicago, Bruxelas, Londres, Nova Iorque, Xangai, São Francisco, Moscou, Washington, Seul, Milão, Tóquio, dentre outras. [1]

Fontes e Referências

[1] Cidade em Wikipedia, acesso em 15 de fevereiro de 2021

[2] Censo IBGE 2010: https://censo2010.ibge.gov.br

[3] Projeção populacional de Campinas - 2020 em IBGE, acesso em 15 de fevereiro de 2021


VEJA TAMBÉM:

CANAL NO YOUTUBE

INSCREVA-SE:



Sistemas Web

Playlist de SQL

Youtube Youtube Youtube
© 2021 - Utilidade Pública: Tecnologia, Educação e Cidadania.