Dúvidas de qual faculdade fazer? Como escolher o curso superior

Como escolher um curso superior e uma faculdade? Quais os critérios precisam ser avaliados? O que é o vestibular ou processo seletivo, como e quando o Enem pode substituir o vestibular tradicional. Veja o passo a passo do SISU, vídeo explicativo e perguntas e respostas.

Home » Educação

Um curso superior antes de ser uma necessidade é para muitos um sonho. Todos sabem que é necessário tempo, dedicação, muito estudo e dinheiro, claro. Por isso, escolher um curso superior que esteja dentro das expectativas em uma faculdade séria é uma tarefa importante. Mas como escolher um curso superior e uma faculdade?

Fazer faculdade é para muitos um sonho, outros encaram como pura necessidade de se qualificar para enfrentar o mercado de trabelho cada vez mais concorrido. Neste ponto a dúvida comum é: qual curso devo fazer e como escolher uma faculdade ou universidade para fazer este curso? Neste artigo darei 5 dicas úteis para ajudá-lo a tomar esta importante decisão.

Vocação para o curso

A primeira coisa a fazer é perguntar a você mesmo qual é a sua vocação.  Segundo o Dicionário Pliberam, vocação é a inclinação que se sente para alguma coisa. É importante compreender isso pois seria muito frustrante você fazer um curso superior e depois descobrir que não era aquilo que você queria.

Os testes vocacionais que muitas faculdades fazem ou mesmo com um profissional mais qualificado pode ajudar bastante neste direcionamento. Esses testes ajudam, mas não determinam. Eu penso que conhecer pessoas que atuam na sua futura profissão ou mesmo um curso técnico ou livre na área ajudaria muito a compreender mais a fundo. Digo isso pois sou professor em curso técnico e muitos alunos se descobrem ali, outros simplesmente desaparecem.

Curso pago ou gratuito?

Depois é preciso definir a questão financeira, isto é, você pretende estudar em uma universidade pública (gratuita) ou em uma instituição particular e paga. É claro que de maneira geral todos gostariam de estudar nas públicas, até porque além de ser gratuita, muitas delas são tidas como de melhor qualidade que as pagas. O problema é que não há vagas para todos e com isso o vestibular é extremamente seletivo, então se fazer faculdade pública for sua intenção será preciso levar em conta essa altíssima concorrência e preparar-se para enfrentá-la.

Se a alternativa for faculdades particulares, existe a possibilidade de concorrer a uma bolsa de estudos e caso isso não seja o seu caso, você precisará fazer uma boa pesquisa de preços avaliando conceito da instituição (ver abaixo) versus valores praticados.

Conceito, autorização e reconhecimento no MEC

O outro ponto a analisar é a qualidade do curso. Mas convenhamos, qualidade é algo subjetivo e não dá para medir numericamente isso, certo? Talvez! Para o Ministério da Educação isso é possível. Como órgão fiscalizador das instituições de ensino superiores, existe os conceitos CPC e IGC que podem ser melhores entendidos no artigo que fiz sobre o conceito do MEC para cursos superiores. Você também pode ler o artigo sobre como consultar cursos e faculdades no MEC que explica passo a passo o que fazer.

Visite a instituição

Eu ainda consideraria uma visita à faculdade ou universidade onde pretende estudar. Existem muitos fatores que podem ser melhores comprovados pessoalmente, especialmente se você tiver de mudar de cidade, neste caso é importante conhecer a cidade, sua rotina, onde iria morar, o trajeto casa-faculdade, a infraestrutura interna da faculdade, entre tantos fatores que só pessoalmente seria possível conhecer bem.

Se possível converse com alunos e ex-alunos

Por fim e se possível converse com alunos e ex-alunos daquela instituição ou com pessoas que fizeram ou fazem o curso que você deseja fazer. Normalmente existem coisas que só quem vive sabe e as experiências não podem ser desprezadas de forma alguma. Mas tome cuidado com as experiências negativas, é preciso interpretar se a fala de alguém é a fala de todos ou pelo menos de uma parcela significativa ou se é apenas uma experiência isolada.

Além de analisar tudo isso e filtrar bem as informações que conseguir existe uma recomendação fundamental que é orar a Deus pedindo direção para esta importante decisão. Todas as coisas estão nas mãos de Deus e nós poderíamos evitar muita dor de cabeça, sofrimento e frustrações se passássemos a deixar Deus nos ajudar do que decidir por nós mesmo.

Para entrar na faculdade

Estudantes, pais ou responsáveis nem sempre entendem as diversas terminologias e também suas aplicações na educação. Vestibular, Enem e Sisu pode entrar nesta lista, afinal quase todo mundo já ouviu falar, mas as vezes não tem a compreensão adequada de como funciona e como é usado na prática. Neste tentarei explicar cada um deles.

Vestibular ou processo seletivo

O vestibular é um antigo conhecido dos estudantes brasileiros, ele é usado nas faculdades, universidades e centros universitários para selecionar os candidatos com melhores condições de frequentar seus cursos superiores. O vestibular é o pesadelo de muitos alunos, especialmente nos mais concorridos como o da Fuvest que seleciona candidatos para a USP – Universidade de São Paulo.

Cada vestibular é diferente do outro, alguns são relativamente fáceis como no caso de muitas instituições particulares que normalmente aplicam apenas uma redação como prova, outros como o caso da Fusvest ou o vestibular do ITA – Instituto Tecnológico da Aeronáutica são extremamente difíceis e suas provas são compostas por redação e prova objetiva. Ser aprovado nesses vestibulares é uma tarefa para poucos.

ENEM

O Enem é uma prova criada pelo Ministério da Educação com a finalidade de avaliar os alunos que estavam terminando o ensino médio e assim avaliar a qualidade da educação do ensino médio no país. O Enem ganhou popularidade e hoje algumas universidades usam a nota do Enem para substituir o vestibular tradicional, ou seja, o Enem tornou-se uma espécie de vestibular nacional e não apenas só a avaliação do ensino médio.

Veja o vídeo abaixo que explica em detalhes a prova do Enem:

Apesar de ter apresentado alguns problemas e m edições anteriores, como o cancelamento por vazamento das questões, ele logo recuperou sua reputação e hoje deve ser encarado com muita seriedade por aqueles que desejam estudar em universidades federais, pois são elas que mais fazem uso da nota do Enem como substituição do vestibular. Veja a explicação a seguir.

SISU

O SISU é o Sistema Unificado de Seleção e ele tem a ver com vestibular e com Enem, pois como explicado acima muitas universidades federais passaram a usar a nota do Enem como substituição do seu vestibular tradicional e este novo modelo de seleção é feito via SISU. Funciona assim:

  • 1º - O aluno deve prestar o Enem e procurar tirar a melhor nota possível;
  • 2º - Quando sair o resultado do Enem, de posse da sua nota deverá fazer a inscrição no site do SISU onde deverá informar até duas opções de curso em instituição participante do SISU. Lembrando que há dois períodos de inscrições, sendo o primeiro no início do primeiro semestre e o segundo no início do segundo semestre.
  • 3º - Depois disso o sistema irá selecionar os candidatos classificados que deverão dentro do prazo especificado fazer sua matrícula na instituição onde foi classificado para confirmar sua vaga.

Existe uma seção de perguntas e respostas no site do SISU que explica detalhadamente essas e outras questões referentes ao programa. Acesse aqui: https://sisu.mec.gov.br/tire-suas-duvidas


VEJA TAMBÉM:

CANAL NO YOUTUBE

INSCREVA-SE:



Sistemas Web

Playlist de SQL

Youtube Youtube Youtube
© 2021 - Utilidade Pública: Tecnologia, Educação e Cidadania.