Como montar um negócio digital na internet ou trabalhar nela?

Proposta de parceria para criação de negócios baseados na internet. Como rentabilizar, modelos de negócios, tecnologia, entre outros. Veja esta dica de como trabalhar com web, a importância do portfólio para ajudar a conseguir um emprego na área de internet em agências de publicidade e produtoras de internet

Montar um negócio na internet pode ser um bom caminho para muitas pessoas. Se você pensa em montar um negócio na internet, mas encontra alguma dificuldade para desenvolver o projeto online, darei alguma dicas úteis para ajudá-lo neste processo. Abaixo relacionei algumas perguntas e respostas para a nossa análise:

Qual o modelo de negócio devo seguir?

Primeiro é preciso definir o modelo de negócio desejado, ou seja, como você pretende rentabilizar o projeto online. Algumas opções:

  • Venda de produtos diretamente no site (loja virtual): Este é um modelo comum e indicado para quem tem uma linha de produtos, tem dinheiro para investir em infraestrutura, divulgação e gestão da ferramenta. Há várias ferramentas prontas para lojas virtuais, bem como ela pode ser desenvolvida de forma personalizada.
  • Venda em marketplaces: Os marketplaces são boas estratégias para quem não tem muito dinheiro para investir em uma loja própria e quer contar com os benefícios que esses mercados digitais oferecem, como a exposição do produto. São exemplos de marketplaces, o Mercado Livre, Magazine Luiza, Amazon, Shopee, dentre outros. Nesses locais você vende os seus produtos dentro dessas lojas e paga uma comissão quando a venda for efetuada.
  • Venda de produtos indiretamente pelo site (apresentação do produto no site e solicitação de orçamento). Indicado para produtos ou serviços que exigem algum tipo de consultoria ou assessoria para a conclusão da venda.
  • Venda de infoprodutos. São serviços digitais vendidos no próprio site (e-books, cursos online, consultoria online, consulta online, downloads, etc). Neste caso pode ser um site próprio ou através de sites especializados como o Hotmart ou a Monetizze, por exemplo.
  • Venda de serviços pelo site com prestação do serviço fora do site (consultoria, palestras, cursos presenciais, projetos, serviços especializados, etc). Neste caso é possível também fazer este tipo de venda pelas redes sociais.
  • Conteúdo gratuito com venda de publicidade. Este é o exemplos de sites de conteúdo, que podem ser notícias, blogs, análises, curiosidades, materiais educativos, dentre outros exemplos. A ferramenta mais comum para a venda de publicidade nesses sites é o Google Adsense.
  • Venda de produto ou serviço através das redes sociais, como Facebook, Instagram, Whatsapp e outras. (neste caso o processamento do pagamento terá de ser feito fora por uma empresa terceira, como o Pagseguro, MercadoPago e outras).
  • Criação de um canal de vídeos no Youtube para monetização ou visando ser um digital influencer. Este é um modelo bastante comum e embora exija certo planejamento e bastante dedicação, mas poderá render bons frutos.
  • Criar sites e projetos para a internet (veja no final do artigo uma explanação mais completa)
  • Emprego na área de internet (veja no final do artigo uma explanação mais completa)
  • entre outros.

Preciso abrir uma empresa para ter um negócio na internet? Que impostos terei de pagar?

Sim. É necessário abrir uma empresa. Não existe “empresa de internet”, o que existe são categorias no CNAE mais adequados para empresas que operam na internet.

Os impostos serão os mesmos que uma empresa tradicional pagaria. Consulte o contador e veja a possibilidade de enquadrar a empresa no Simples, com isto a carga tributária ficaria em torno de 6%. Nada mal.

Como as pessoas vão saber do meu site. Basta eu cadastrar o site no Google?

Este é um erro que muitos cometem. A internet ao passo que fica mais atrativa também fica mais competitiva e estar no Google mas não rankear nas primeiras posições não vai significar muita coisa. Além disso, existem inúmeras estratégias com redes sociais e outros meios para tornar seu site atrativo, receber muitas visitas e com isto reverter em negócios.

Eu não sei desenvolver sites, quem eu devo contratar para fazer o site?

Você tem dois caminhos: Contratar uma empresa apenas para desenvolver o site ou fechar uma parceria com uma pessoa especializada em projetos de internet.

A segunda opção me interessa. Sou desenvolvedor e trabalho com gestão de tecnologia e projetos na internet. Nesta parceria que já é comum em muitos casos, o desenvolvedor se encarrega de criar e manter o site, desenvolver a estratégia de divulgação em sites de buscas, redes sociais e outros meios e você cuida do negócio em si. Acho a última opção melhor, já que cada um vai cuidar do que sabe.

Como devo fazer a gestão do negócio?

Eu dividiria em pelo menos duas partes: A gestão do negócio em si e a gestão da tecnologia.

A gestão do negócio dependerá do conhecimento que você tem sobre ele, suas habilidades e competências que tem ou poderá desenvolver. Já a gestão da tecnologia é algo que dependerá da experiência que a pessoa terá sobre projetos de internet.

Como expliquei acima, tenho interesse em fazer parcerias com pessoas ou empresas que desejam ter um negócio online, mas não tem experiência com internet. Segue abaixo um breve resumo da minha experiência com projetos de internet.

  • Criação de site: institucionais, e-commerce, conteúdo, etc.
  • Criação de estratégias de divulgação considerando os quatro caminhos que o usuário poderá chegar ao seu site (acesso direto, links de referência, busca orgânica e links patrocinados)
  • Gestão da tecnologia: Definição da tecnologia correta, servidores, planos de hospedagem, registros e manutenção de domínios, entre outros
  • Gestão de negócios online. Definição de estratégia de negócio, considerando público-alvo, abordagem, entre outros.

Quais as chances do meu negócio dar certo na internet?

Muitas. Contudo é preciso ter em mente que a internet não é um milagre econômico e aquilo que não vende no mundo off-line, poderá não vender online também. Creio que uma boa análise poderá mostrar o caminho das pedras.

Como criar sites e projetos para a internet?

Se a sua opção é trabalhar com desenvolvimento de projetos para a internet, então há várias opções como webdesigner ou desenvolvedor, por exemplo.

Webdesign é uma das novas profissões que surgiu com a internet. Poderíamos definir claramente que webdesign é fazer design para a web, mas não existe um design específico para a web e sim aplicações específicas.

O que faz um webdesiner?

Entende-se por webdesigner a pessoa responsável pelo design ou interface de um site, aplicativo ou projeto web qualquer. Ele deverá propor, criar e executar trabalhos de natureza artística e funcional visando a sua aplicação na web. Isto pode ser um site, banner, animação, e-mail marketing, ilustração, etc.

Quais ferramentas o webdesigner precisa usar?

A melhor ferramenta é aquela que ele conhece bem, mas de uma maneira geral o Fireworks, Photoshop e Corel Draw, Ilustrator são as mais preferidas. Há também ferramentas interativas como o Javascript e os diversos frameworks associados a esta linguagem, CSS e seus frameworks, dentre outros.

Webdesigner precisa saber HTML?

Sim. É inconcebível a ideia que webdesign é apenas o desenho do site. Ele vai muito além disso e portanto é necessário sim saber não só HTML como CSS e opcionalmente Javascript. Lembro de uma frase que ouvi em uma palestra em São Paulo sobre webdesign que dizia: Design é projeto, internet é software!

Qual a diferença de webdesiner e desenvolvedor?

O desenvolvedor é mais técnico e está mais associado com o desenvolvido do chamado back end, que na prática são as tecnologias usadas no servidor, como os bancos de dados e as linguagens de programação, que podem ser muitas.

Mas o desenvolvedor também trabalha junto com o webdesigner na construção do front end, afinal existem linguagens também. Mas de maneira geral o desenvolvedor precisa ter uma competência mais ampla e saber trabalhar tanto com o front end, como o back end. Ao webdesigner, cabe apenas o primeiro.

Trabalho na internet: como arrumar um emprego na web

Trabalhar em web: este tem sido o sonho de muitos jovens profissionais ou aprendizes. Trabalho numa agência produtora de websites e dou aulas no curso técnico de informática do Senac. Na agência recebemos muitos currículos e no Senac lido com a expectativa de quem está fazendo um curso técnico e deseja conseguir um emprego na área de internet. Conhecendo um pouco dos dois lados (web e candidatos a um emprego) resolvi dar alguns "palpites" para aqueles que também almejam um emprego área de internet.

Então vamos lá. Trabalhar com web é algo promissor e ano após ano vem superando as expectativas de todos envolvidos no mercado, portanto, você pode estar no caminho certo contando que faça também o dever de casa. Acho que a primeira coisa a fazer é elaborar um currículo com bastante cuidado, falaremos em outro post sobre critérios para seu currículo.

Portfolio

Portfólio é fundamental, mas se você nunca trabalhou com web naturalmente não vai ter um portfólio, certo? Neste caso recomendo que você crie um, ainda que seja com peças fictícias, ou seja, produza dois ou três sites apenas para enriquecer seu portfólio. Este é um conselho importante, anote isto! Defenda seu portfólio.

Fazer um site é uma coisa, dizer por que fez daquela forma e quais as motivações que o levou a adotar aquela tecnologia ou aquele recurso no site é outra. Uma defesa bem feita mostra que você tem iniciativa própria e capacidade de argumentar, algo que as empresas valorizam muito. Mostre seu portfólio a pessoas mais experientes que você, coloque seu currículo a prova, isto pode ser uma forma bastante interessante de encontrar possíveis erros que podem ser corrigidos.

Foco

Você quer trabalhar com o que mesmo? A área de internet é muito ampla, portanto seria bom definir o seu perfil de acordo com o seu conhecimento ou afinidade. Não saia mandando currículo para qualquer empresa de web, esse pessoal recebe muitos e-mails e o seu pode ser apenas mais um, seja seletivo, defina alguns alvos e trabalhe em cima deles na tentativa de chamar a atenção. Como?

Bom, infelizmente não há receitas de bolo para isto, mas uma coisa é certa, você precisa fazer o seu trabalho aparecer. Como tudo na vida exige planejamento, creio que o seu emprego na área de internet dependerá de como você vai se apresentar para este mercado. Espero que esta e outras dicas aqui do blog te ajude. Sucesso!

COMPARTILHE: Facebook Twitter WhatsApp


VEJA TAMBÉM:

© 2021 - Utilidade Pública: Tecnologia, Educação e Cidadania.
Este site usa cookies e ao continuar navegando, você concorda com a política de privacidade.