Taxas de juros de todos os bancos, pessoa física e jurídica

Comparação de taxas de juros cobrada pelos bancos para pessoas físicas e jurídicas em todo o Brasil. Dados do Banco Central para diversos tipos de operações, como financiamento de veículos, crédito pessoal, cheque especial e outros.

Home » Cidadania

Qual a taxa de juros que o seu banco cobra pelas principais operações de crédito, como cheque especial, crédito pessoal, financiamento de veículos, descontos de duplicatas e outros créditos destinados à pessoa física ou jurídica?

As taxas de juros podem variar muito de banco para banco, portanto uma boa análise é altamente recomendável antes de contrair uma dívida no banco.

O Banco Central do Brasil disponibiliza em seu site uma tabela atualizada do valor das taxas de juros cobradas pelos bancos. Separei a tabela por operações de crédito para que você possa comparar.

Taxas bancárias no Brasil

Operações de crédito para Pessoa Física

Taxa de juros do cheque especial

Para minha tristeza, o meu banco tem a segunda maior taxa de juros do cheque especial. Que dureza! Veja a tabela completa: https://www.bcb.gov.br/estatisticas/txjuros

A taxa de juros do cheque especial é uma das mais altas que existe e é preciso tomar todo cuidado ao usar esta linha de crédito, porque realmente ela pode comprometer seriamente suas economias se você utilizar por um período muito longo e sobretudo sobre um valor muito alto.

Abaixo a consulta realizada na data de atualização deste artigo (16/11/2020). Fonte: Banco Central do Brasil:

Taxa de juros do cheque especial

Taxa de juros do crédito pessoal

Na data deste post a taxa de juros do crédito pessoal estava variando entre 1,30% e 20,19%, não é um absurdo? Veja a tabela completa: https://www.bcb.gov.br/estatisticas/txjuros

A taxas de juros do crédito pessoal varia bastante e também precisa ser encarada com bastante cuidado para evitar comprometer a sua saúde financeira. Quando eu precisar de usar, a recomendação é sempre consultar este link para conhecer quais são as menores taxas oferecidas no mercado. Lembre-se que a informação desse link do Banco Central do Brasil e portanto muito confiável.

Taxa de juros no financiamento de veículos

As diferenças das taxas de juros para financiamento de veículos até que não são gritantes. Destaque para a Caixa Econômica Federal que teve a menor taxa na data deste post. Veja: https://www.bcb.gov.br/estatisticas/txjuros

Abaixo a consulta realizada na data de atualização deste artigo (16/11/2020). Fonte: Banco Central do Brasil:

Taxa de juros de financiamento de veículos

Embora seja mais baixo pois está atrelado ao financiamento de um bem, as taxas de juros de financiamento de veículo podem ser altas em alguns casos portanto antes de financiar seu veículo faça uma boa pesquisa para encontrar aquela que melhor atende a sua necessidade. Este link mostrado acima poderá ser muito útil nesse sentido.

Taxa de juros para aquisição de bens

O Banco Central disponibiliza uma lista bem completa de taxas de juros para diversas operações de crédito, da seguinte forma:

Taxas pré-fixadas

  • Aquisição de outros bens
  • Aquisição de veículos
  • Cartão de crédito parcelado
  • Cartão de credito rotativo não regular
  • Cartão de crédito rotativo regular
  • Cartão de crédito rotativo
  • Cheque especial
  • Crédito pessoal consignado INSS
  • Crédito pessoal consignado privado
  • Crédito pessoal consignado público
  • Crédito pessoal não consignado
  • Desconto de cheques
  • Financiamento imobiliário com taxas de mercado
  • Financiamento imobiliário com taxas reguladas
  • Leasing de veículos

Taxas pós-fixadas referenciada em TR

  • Financiamento imobiliário com taxas de mercado
  • Financiamento imobiliário com taxas reguladas

Taxas pós-fixadas referenciada em IPCA

  • Financiamento imobiliário com taxas de mercado
  • Financiamento imobiliário com taxas reguladas

Lista completa: https://www.bcb.gov.br/estatisticas/txjuros

Operações de crédito para Pessoa Jurídica

Já para pessoas jurídicas ou empresas as opções opções de taxas de juros que o Banco Central disponibiliza são as seguintes:

Taxas pré-fixadas

  • Antecipação de faturas de cartão de crédito
  • Capital de giro com prazo até 365 dias
  • Capital de giro com prazo superior a 365 dias
  • Cheque especial
  • Conta garantida
  • Desconto de cheques
  • Desconto de duplicata
  • Vendor

Taxas pós-fixadas referenciada em juros flutuantes

  • Capital de giro com prazo até 365 dias
  • Capital de giro com prazo superior a 365 dias
  • Conta garantida

Taxas pós-fixadas referenciada em moeda estrangeira

  • Adiantamento sobre contratos de câmbio

Você pode ver a relação de todas as taxas de juros de pessoa física e pessoa jurídica neste link: https://www.bcb.gov.br/estatisticas/txjuros

Nele é possível também obter um histórico das taxas cobradas pelos bancos.

Se você achou útil, divulgue para outras pessoas. Eu agradeço. Bons negócios!

Perguntas frequentes

Posso consultar as taxas de juros de um banco pela internet?

Sim. Em geral os bancos disponibilizam uma tabela com todas as suas taxas em seu próprio site, e isso inclui também a taxa de juros. Assim, o cliente poderá obter todas as informações importantes para ele antes mesmo de abrir sua conta e assim poder decidir qual é o melhor banco para escolher.

Por que as taxas de juros são diferentes para pessoa jurídica e pessoa física?

Uma vez que pessoas físicas e pessoas jurídicas possuem finalidades, propósitos, objetivos e necessidades diferentes, sua conta de banco também precisa ser diferenciada e ter contas separadas nas instituições financeiras. Um ponto bastante importante que difere os dois é o pagamento de impostos. Sendo assim, pessoa física e pessoa jurídica precisam receber tratamento diferente, assim como ter tarifas e serviços disponíveis também diferenciados.

No caso de pessoa física, a conta é movimentada por um titular que registra créditos e débitos, além de despesas e ganhos. Para abrir uma conta como pessoa física, basta apresentar um CPF válido e alguns outros documentos solicitados, como comprovante de residência, por exemplo, e o titular terá direito a cartões, tanto de débito quanto de crédito, além de talões de cheque e cheque especial.

Quando se trata de abrir uma conta de pessoa jurídica, é necessário possuir um CNPJ. Neste caso, a conta é movimentada não por um titular, mas por um representante legal, escolhido pela empresa (em geral o dono ou alguém que ocupe um cargo alto). A conta de pessoa jurídica é destinada a movimentações relacionadas à empresa, como por exemplo, pagamento de funcionários e fornecedores e lucros recebidos com a venda de produtos ou serviços. Também é possível obter cartões de crédito e de débito, porém, desta vez, em nome da empresa e não de uma pessoa específica.

As taxas são negociáveis com os bancos?

Não. As taxas são pré-estabelecidas pelo banco e não podem ser negociadas pelos clientes. As taxas variam tanto de acordo com a economia, quanto com os produtos e serviços oferecidos pela instituição financeira, sendo assim, não são negociáveis.

Por que há uma variação no valor de taxas de banco para banco?

Em muitos casos, a variação ocorre de acordo com o que é oferecido por cada banco. Sendo assim, o melhor a fazer é pesquisar o que o banco oferece e qual é a sua real necessidade, para que não seja preciso arcar com gastos desnecessários.

Alguns bancos oferecem pacotes especiais para pessoas que desejam abrir sua conta como MEI (Microempreendedor Individual). Neste caso, a conta é aberta utilizando apenas o CPF do titular, não sendo necessário possuir um CNPJ. Sendo assim, as taxas costumam ser mais atrativas se comparadas às taxas das contas abertas para empresas, utilizando um CNPJ.

O que devo levar em consideração antes de abrir uma conta em um banco?

Fatores como praticidade e segurança devem ser checados. Procure saber sobre a qualidade do atendimento ao cliente e também sobre os serviços disponíveis pela internet. Não deixe de pesquisar sobre as taxas de juros e tarifas.


VEJA TAMBÉM:

CANAL NO YOUTUBE

INSCREVA-SE:



Sistemas Web

Playlist de SQL

Youtube Youtube Youtube
© 2021 - Utilidade Pública: Tecnologia, Educação e Cidadania.