Tipos de frio: Geada, neve, chuva congelada e congelante

Conheça as várias formas de nos referirmos ao frio e os fenômenos associados a ele, como as chamadas precipitações de inverno e a ocorrência da geada.

Home » Educação

Amado por algumas pessoas, nem tanto por outras, a verdade é que todas as pessoas sentem frio, claro que isto varia muito de pessoa para pessoa. Alguns alegam sentir pouco frio, outros sentem com muita intensidade, mas de maneira geral o frio é uma realidade que atinge pessoas, animais, plantas e a natureza como um todo.

O tema é assunto de discussão, preferência e um dos importantes atrativos turísticos em muitos locais, inclusive aqui no Brasil.

Assuntos que serão considerados neste artigo:

[indice]

  • O que é frio
  • Vento frio
  • Geada
  • Neve
  • Chuva congelada
  • Chuva congelante
  • Inverno
  • Hipotermia
  • Massa de ar polar

[fim-indice]

O que é o frio?

Em termos humanos, podemos considerar que frio é quando a temperatura fica abaixo da temperatura ambiente. Como a temperatura ambiente é diferente de uma pessoa para outra, logo a definição de frio também é, pelo menos a partir do momento em que ele se inicia.

Desta forma, um ou dois graus abaixo da temperatura ambiente já pode ser considerado frio para algumas pessoas, é claro que quanto mais essa temperatura cai, maior a sensação de frio que sentimos.

Mas existem diferentes formas em que o frio se manifesta, embora ele seja único e como explicado acima diz respeito a queda de temperatura abaixo da temperatura ambiente. Contudo em sua manifestação podem ocorrer diversos fenômenos e a partir daí podemos usá-los para fazer uma classificação ou definir os tipos de frio que podemos encontrar.

Desta forma, veremos abaixo essas situações, bem como outros termos que conhecemos que estão associados com frio e que de alguma forma é usado para identificar, prever, classificar, dentre outros.

Vento frio

O vento não é frio nem quente, mas quando ele se manifesta em uma temperatura fria, a sensação térmica nos dias que o frio está mais intenso, embora na prática ele seja o mesmo.

Desta forma o vento impulsiona o ar frio tornando mais perceptível, logo o vento frio, como é conhecido, é um fenômeno bastante importante é muito comum, especialmente nas regiões mais altas onde o vento circula mais livremente.

Vale lembrar ainda que ele pode ser um problema para algumas plantas e culturas agrícolas, especialmente a cultura do café que pode ter suas folhas queimadas com a incidência de vento em temperaturas muito baixas.

Ele também causa desconfortos em humanos e animais, especialmente quando é mais forte e em temperaturas muito baixas.

Geada

A geada é um fenômeno bastante típico em algumas regiões do Brasil, especialmente no Sul, Sudeste e Centro-oeste do país. A geada nada mais é do que o congelamento das partículas de água que se formam durante a noite em função da umidade do ar, também chamado de orvalho. Normalmente essas partículas de água fica depositada sobre plantas e outras superfícies, quando a umidade do ar está mais intensa. Em dias normais, elas se formam a noite e dissipam ou evaporam logo que o sol nasce e a temperatura começa esquentar gradualmente. Contudo quando a temperatura noite fica em zero graus ou abaixo disso, essas partículas de água congelam e temos aí o fenômeno da geada.

Para a ocorrência da geada é necessário então você ter a combinação dos fatores, que é a temperaturas de zero graus ou abaixo disso, bem como a ocorrência de uma boa umidade do ar que vai gerar o orvalho, como também é conhecido.

A sua formação é mais comum nas regiões de baixada onde normalmente a temperatura é mais baixa durante a noite. Desta forma é mais provável que você encontrará geada próximo a rios e córregos do que nas regiões mais altas de uma localidade, mas isso não está relacionada a presença da água do rio, e sim do fato de os rios geralmente correrem em uma região mais baixa.

A geada é um inimigo perigoso para alguns tipos de plantações, especialmente o café que é um dos que mais sofre no Brasil com este fenômeno. Vale lembrar que foi alguns eventos de geada, com o ápice de uma forte geada no ano de 1975 que praticamente dizimou a cultura de café no norte do estado do Paraná [1]. Hoje, os cafeicultores selecionam bem os locais onde plantam e normalmente isso acontece nas regiões mais altas, exatamente para evitar a incidência de uma forte geada e consequentemente a perda da lavoura.

Veja fotos de geada

Neve

A neve é um fenômeno meteorológico muito típico em algumas regiões do planeta, sendo inclusive um dos fenômenos mais típicos para identificar a ocorrência de uma forte onda de frio.

A ocorrência de neve ocorre quando o vapor de água nas nuvens condensa, formando cristais de gelo, esses cristais se juntam e formam os flocos que caem, formando aí a neve que conhecemos [2]. Ou seja, é gelo do começo ao fim do processo, diferentemente da chuva onde o vapor condensa e forma gotas de água.

Este fenômeno é bastante raro no Brasil e a sua ocorrência é mais comum na região da Serra Geral nos estados de Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Já houve queda de neve em outros locais como no estado do Paraná, Mato Grosso do Sul, São Paulo, Minas Gerais e até no Rio de Janeiro [2][3]. Mas nesses últimos foram raros e ocorrem em pontos isolados, como na região da Serra da Mantiqueira.

Veja fotos de neve

Chuva congelada

A chuva congelada é um fenômeno bastante parecido com a neve, mas ela difere pelo fato de que neste caso, a neve encontra no caminho uma camada de ar mais quente, acima de 0 graus, então ela descongela, mas depois volta a congelar em contato com o ar mais frio abaixo e cai na terra em forma de gelo [2].

Desta forma podemos definir que a diferença entre elas é que a neve é gelo do começo a fim do seu processo, já a chuva congelada sai das nuvens como neve, descongela e depois volta a congelar novamente.

Veja fotos de chuva congelada

Chuva congelante

A chuva congelante também se assemelha muito com a neve e especialmente com a chuva congelada, visto acima. A diferença é que nesse caso o vapor de água condensa e cai como chuva, mas congela quando ela tem contato com a superfície que está muito fria [2].

Desta forma ela é considerada até certo ponto uma chuva comum, mas se transforma em gelo em função de a superfície estar em uma temperatura congelante da água.

Vale lembrar que a neve, chuva congelada e chuva congelante podem acontecer em um mesmo evento e em alguns casos elas podem se confundir, especialmente do ponto de vista de um leigo que está apenas em contato com o fenômeno.

Inverno

O inverno é um termo usado para descrever a estação mais fria do ano, que no Brasil inicia-se no final do mês de junho e vai até o final do mês de setembro. Desta forma a palavra inverno quase sempre está associado com a ideia de frio, pois é exatamente nesse período que ocorrem as temperaturas mais baixas, incluindo as ocorrências de geada, neve e os outros fenômenos relacionados com o frio.

Vale lembrar que o frio não obedece a calendário e portanto é possível fazer frio antes ou depois do inverno, como as vezes é notado especialmente nas regiões de serra dos estados do Sul do Brasil, mas é nos meses de inverno onde a sua incidência é maior, bem como a sua intensidade.

Outro fator importante a se considerar é que o inverno como nós conhecemos aqui no Brasil refere-se ao hemisfério sul da terra, no hemisfério norte o inverno inicia no final do mês de dezembro e vai até o final de mês de março.

Veja fotos do inverno

Hipotermia

A hipotermia acontece quando uma pessoa é submetida a uma temperatura muito baixa e por um período prolongado. A temperatura interna do nosso corpo é em torno de 36°C e 37°C. Quando a temperatura abaixa muito, nosso corpo começa a perder calor corporal e ele reage com tremores ou aumenta o batimento cardíaco para tentar evitar a perda de calor. Mas se o frio for intenso e a pessoa estiver exposta a ele por períodos prolongados essas medidas podem não ser suficientes e ai podem surgir problemas mais graves, como coma e até a morte [4].

É por esta razão que as pessoas precisam usar roupas especiais quando vão a locais muito frios, pois a hipotermia é um problema bastante sério e como explicado pode causar a morte.

Ainda que não seja uma situação de hipotermia, o frio pode trazer bastante problemas de saúde para as pessoas mesmo em temperaturas não estão baixas assim. Crianças, pessoas idosas, bem como aqueles que tem algum problema de saúde precisam se agasalhar bem com a chegada de ondas de frio exatamente para evitar problemas de saúde.

Veja fotos de hipotermia

Massa de ar polar

Se você não está acostumado com meteorologia, talvez o termo não faça muito sentido, mas uma massa de ar polar é um fenômeno meteorológico que acompanha geralmente a passagem de uma frente fria e causar quedas bruscas de temperatura e se isso acontecer nos meses de inverno, e quando normalmente ocorre as maiores geadas, incidência de neve e uma sensação térmica extremamente congelante.

No Brasil a passagem de frentes frias é bastante frequente, elas causam geralmente chuvas e quando vem acompanhadas de uma massa de ar polar, a queda acentuada de temperatura.

Quanto mais ao sul do país você estiver, mais sentirá os efeitos da passagem de uma massa polar, quanto mais ao norte menor será a sua intensidade, embora algumas massas de ar polares são tão fortes que podem chegar os estados do norte e nordeste.

Fontes e referências

[1] A geada de 1975 e a expulsão do café do norte do Paraná em Brazil Abaixo de Zero, acesso em 11 de fevereiro de 2021

[2] Saiba como a neve se forma em Climatempo, acesso em 11 de fevereiro de 2021

[3] Neve no Brasil em Wikipedia, acesso em 11 de fevereiro de 2021

[4] Hipotermia e cuidados com o tempo frio em Climatempo, acesso em 11 de fevereiro de 2021


VEJA TAMBÉM:

CANAL NO YOUTUBE

INSCREVA-SE:



Sistemas Web

Playlist de SQL

Youtube Youtube Youtube
© 2021 - Utilidade Pública: Tecnologia, Educação e Cidadania.