Quais as megacidades ou magalopes do mundo?

Veja uma análise do crescimento das cidades nas últimas décadas, mostrando a relação das maiores delas ou as megacidades a partir da década de 50.

Morar em uma cidade parece ter sido definitivamente a escolha da maioria das pessoas, pois o número de cidades enorme e a suas populações crescem em boa parte dos casos.

Mas em algumas situações algumas cidades acabam atraindo mais pessoas do que outras, gerando as megacidades que temos hoje no mundo.

O objetivo desse artigo não é entrar no tópico das causas ou os problemas que essas grandes aglomerações urbanas têm, mas mostrar quais são elas e como elas vem mudando ao longo do tempo.

Definir corretamente as maiores cidades do mundo nem sempre é fácil, pois dependemos de fontes e também de como está sendo considerado a população de uma cidade. Assim seria preciso diferenciar cidade de conglomerado de cidades, se todas as fontes são do mesmo ano ou período, se é uma fonte oficial ou não, se é resultado de um censo ou mera estimativa, dentre outros casos.

Desta forma vamos analisar com base no vídeo Las Cidades Más Pobladas del Mundo 1950 – 2035 (As cidades mais populosas do mundo) que está disponível no canal La Vida en um gráfico no YouTube. Segundo a descrição do vídeo, eles usaram como fonte dos dados o World Urbanization Prospects 2018 da ONU.

Assim, para entender como o crescimento da cidade se deu nas últimas décadas, vamos analisar décadas por décadas a partir de 1950.

Década de 50

Na década de 50 Nova Iorque e Tóquio eram as cidades maiores do mundo, a primeira delas manteve-se nos primeiros anos da década e Tóquio assume a posição de maior cidade do mundo já para o final dessa década.

Além delas, destacam-se ainda como megacidades: Londres, Osaka, Paris, Buenos Aires, dentre outras.

Década de 60

A década de 60 foi marcada pela consolidação de crescimento de cidades japonesas como o caso de Tóquio que se manteve como a maior do mundo e Osaka que teve um crescimento enorme neste período, chegando a ter uma população próxima da cidade de Nova Iorque.

Também é importante destacar a ascensão da Cidade do México e o surgimento também de Los Angeles, bem como a própria cidade de São Paulo que começava a ganhar uma grande população também.

Década de 70

A década de 70 mostra o enorme crescimento da população nas cidades japonesas de Tóquio e Osaka, esta última inclusive ultrapassa Nova Iorque e assume a segunda posição de maior cidade do mundo.

Ao mesmo tempo em que México e São Paulo começam a ganhar uma grande população ultrapassando a casa dos 10 milhões de pessoas cada uma.

Década de 80

A década de 80 não houve mudanças muito significativas do padrão que já existia na década de 70, exceto por uma crescente da cidade de São Paulo e México, bem como a cidade de Tóquio que ultrapassa 30 milhões de pessoas.

Também deve se destacar que nesse período que começam a surgir a explosão populacional das cidades indianas como Bombaim e Calcutá, por exemplo.

Década de 90

Na década de 90 as tendências continuam e a Cidade do México trapaça Nova Iorque como a terceira maior cidade do mundo. O destaque também é para cidades indianas como Bombaim, Delhi e Calcutá.

Anos 2000

Nos anos 2000 ocorrem várias alterações no quadro das cidades maiores do mundo. Primeiro caso observar é a queda da cidade de Osaka, bem como Nova Iorque sendo superada por Delhi que agora é a segunda maior do mundo, seguida da Cidade do México, Xangai e a cidade de São Paulo que se aproxima dos 20 milhões de habitantes.

De 2010 a 2020

No período de 2010 a 2020 o destaque é a cidade de Delhi, que agora tem a segunda maior população, seguido de Xangai com suas enormes populações e um crescimento gigantesco. Cidade de São Paulo também tem um enorme crescimento, seguido da Cidade do México, Cairo, Dhaka, Bombaim e Pequim na China.

Situação em 2020

A projeção feita por elas para 2020 tinha então as seguintes cidades, nesta ordem:

  • Tóquio (Japão)
  • Delhi (Índia)
  • Xangai (China)
  • São Paulo (Brasil)
  • Cidade do México (Mexico)
  • Cairo (Egito)
  • Dhaka (Bangladesh)
  • Bombaim (Índia)
  • Pequim (China)
  • Osaka (Japão)
  • Nova Iorque (EUA)
  • Carachi (Paquistão)
  • Changqing (China)
  • Buenos Aires (Argentina)
  • Istambul (Turquia)
  • Calcutá (Índia)
  • Lagos (Nigéria)
  • Kinshasa (Congo)
  • Manila (Filipinas)
  • Tiajin (China)

 

COMPARTILHE: Facebook Twitter WhatsApp


VEJA TAMBÉM:

© 2021 - Utilidade Pública: Tecnologia, Educação e Cidadania.
Este site usa cookies e ao continuar navegando, você concorda com a política de privacidade.